PremiumComo será a cozinha do futuro? A FN Hotelaria procura a resposta

A empresa conseguiu a adjudicação da obra para o JNcQUOI Ásia, na Avenida da Liberdade, e prepara um projecto de investigação que tem por objetivo optimizar a relação com os clientes na componente técnica.

Os layouts, a eficiência energética, os gastos de água e resíduos, são alguns dos componentes essenciais da cozinha do futuro, um estudo que está a ser liderado pela FN Hotelaria, em colaboração com o Madeira Interactive Technologies Institute (M-ITI) e o Instituto Superior Técnico. O projeto começou a ser desenvolvido em outubro e até ao final de 2019 já deverão existir as primeiras conclusões do estudo.

Está ainda prevista a realização de uma segunda fase, que pode passar pela construção de uma cozinha protótipo, em que se aplique os resultados do estudo, e que sirva como um local a visitar e seja uma referência para o turismo gastronómico.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

PremiumLava-Jato, ferida por suspeitas e Moro mais longe do Supremo

Sergio Moro é o maior trunfo de Bolsonaro, mas o presidente brasileiro tardou a sair em sua defesa e foi pouco efusivo ao fazê-lo. É a primeira grande crise do executivo e põe processos judiciais em causa.

PremiumSérgio Gaio: “Empresas devem preocupar-se em entender os próprios dados”

Sérgio Gaio, ‘associate director’ da Accenture Technology, defende que a tendência no sentido de bens e serviços cada vez mais personalizados pode ser positiva sobretudo para os setores da indústria.

PremiumPSD sai reforçado das europeias, mas a procissão vai no adro

O PSD ficou à frente em nove dos 11 municípios da Madeira, partindo com vantagem para as eleições regionais. Mas os especialistas frisam que o eleitorado faz uma distinção entre europeias e regionais.
Comentários