Como vão as PME encarar o futuro do comércio digital? Assista agora

A transição digital acelera a um ritmo sem precedentes e as PME, que compõem a maioria do tecido empresarial nacional, encaram o desafio da digitalização dos seus negócios. Saiba tudo esta tarde, em direto, às 17h00.

Impulsionada pela pandemia, ou não, uma das poucas certezas partilhadas pelas organizações é de que os processos de transição digital não vão abrandar. O contexto pandémico obrigou grande parte do comércio a apostar na sua presença online e a tendência será esta mesmo.

Como irão as Pequenas e Médias Empresas (PME) encarar o futuro do comércio digital e melhorar o seu posicionamento, processos e redes de pagamento? Que desafios encontrarão as mesmas ao tentar acompanhar um ritmo que até aqui era exclusivo dos grandes operadores? Que soluções existem para a digitalização do comércio e dos pagamentos das PME? São questões às quais vamos responder na JE editors Talks dinamizada em parceria com a Visa.

Esta iniciativa conta com a participação de Paula Antunes da Costa, Country Manager da Visa, Ana Borges, Responsável de E-commerce e UX da FNAC Portugal, Gaspar d’Orey, CEO do DOTT e ainda Paulo Vila Luz, Vice-Presidente da ACEPI.

Poderá assistir a esta conversa em direto esta tarde, 10 de maio, às 17h00, na JE TV, no Facebook e no YouTube do Jornal Económico.

 

 

Este conteúdo patrocinado foi produzido em colaboração com a Visa.

Recomendadas

Transição energética: será que o Sol brilha para a indústria nacional?

Entenda o potencial da energia solar em Portugal e fique a conhecer os desafios e oportunidades que os líderes da transição energética enfrentam para o futuro, já no dia 13 de maio às 15h00.

A criptomoeda do momento

A especulação no mercado das criptomoedas continua a todo o vapor, depois do primeiro trimestre, que usualmente tende a ser dos piores para as criptomoedas, ter terminado com vários tokens a registarem ganhos significativos.

Timing faz forte aposta no setor industrial e abre Delegação em São João da Madeira

Conhecida por se ter rapidamente implementado em Portugal, num setor onde os players de maior relevância são na sua maioria os mesmos desde há alguns anos, a empresa de trabalho temporário Timing – que completou seis anos no passado dia 15 de Abril – e que conta com 11 delegações espalhadas por todo o pais, deu inicio ao seu plano de expansão 2021-2025, na zona Norte de Portugal.
Comentários