Competitividade e internacionalização concentra 43,1% do plano de investimentos da Madeira

A Secretaria Regional do Equipamento e Infraestruturas vai ser responsável por gerir 47,1% do montante alocado ao plano de investimentos da Madeira. O Funchal vai beneficiar de 135 milhões de euros, de um plano que tem uma verba de 680 milhões de euros.

A área da competitividade e da internacionalização vai representar 43,1% do plano de investimentos da Madeira que está alocado ao Plano e Programa de Investimentos e Despesas de Desenvolvimento da Região Autónoma da Madeira (PIDDAR), o que representa uma verba de 293 milhões de euros.

A sustentabilidade ambiental e coesão territorial é outra área que vai abranger 29,3%, do PIDDAR, levando a um investimento previsto de 199 milhões de euros. Quanto à coesão social vai ser aplicado um montante de 113 milhões de euros.

Mais detalhadamente verifica-se que serão alocados 226 milhões de euros para a promoção dos transportes sustentáveis (33,2%), e 82 milhões de euros para o ordenamento urbano e territorial (12,1%).

O financiamento comunitário vai representar 49,3% do plano de investimentos para a Madeira enquanto que o Orçamento Regional será responsável por 33,7% da execução financeira desse mesmo plano, estando os restantes 17,1% alocados a financiamento nacional.

A Secretaria Regional do Equipamento e das Infraestruturas vai ser responsável por gerir 47,1% da verba alocada ao PIDDAR, num total de 320 milhões de euros, seguida pela vice-presidência com 24,7%, a que corresponde 167 milhões de euros.

O PIDDAR prevê que o Funchal tenha um plano de investimento de 135 milhões de euros (19,8%), seguido pela Ribeira Brava com 16 milhões de euros (2,5%), Porto Moniz com 14,7 milhões de euros (2,2%), Ponta do Sol com 14,3 milhões de euros (2,1%), Calheta com 14,2 milhões de euros (2,1%).

De referir que no âmbito do PIDDAR está prevista uma verba de 680 milhões de euros para investimento na Madeira.

Ler mais
Recomendadas

Porto Santo recebe testes para instalação de contadores inteligentes

Os testes vão decorrer até ao final da semana, havendo a expetativas destes contadores serem instalados no início de 2019.

Verbas para promoção da Madeira chegam aos 7,2 milhões de euros

Na sessão plenária de abertura da discussão do Orçamento Regional, Pedro Calado, vice-presidente do Governo Regional, afirmou o turismo como sendo uma das áreas estratégicas para o executivo madeirense.

Oposição pede mais medidas de apoio ao combate à pobreza na Madeira

A oposição pediu que o executivo madeirense devolve-se à população aquilo que pagam a mais, em termos de impostos, tendo em conta o crescimento económico, e que ainda contemplasse um complemento social para os idosos. Em resposta Pedro Calado salientou que no Plano de investimento e Despesas (PIDDAR) estão contemplados mais 104 milhões para investimento global e muito dele na área social.
Comentários