Compra e venda de imóveis lidera subida de atos notariais na Madeira

Em quebra estiveram as doações, que passaram de 387 para 378, entre 2016 e 2017, e as hipotecas que caíram de 90 para 72.

Os dados da Direção Regional de Estatística da Madeira mostram que em 2017 realizaram-se 5.128 escrituras públicas, mais 619 face ao período homólogo. A compra e venda de imóveis (2.117 actos) foi o acto notarial com maior aumento, na Região Autónoma, com mais 344 relativamente ao ano anterior.

Em quebra estiveram as doações, que passaram de 387 para 378, entre 2016 e 2017, e as hipotecas que caíram de 90 para 72.

Os atos notariais relacionados com a habilitação disparam para os 1.001, em 2017, face aos 896 do período homólogo. Seguindo a mesma tendência esteve a justificação, subindo dos 665 para os 757, o mútuo e a partilha, que passaram de 281 para 445 e de 301 para 341.

Recomendadas

CDS quer estatuto de Ultraperiferia na União Europeia

Fernanda Cardoso, do PSD, diz que o projeto apresentado na Assembleia Legislativa da autoria do CDS, não traz “nada de novo” e que se limita a ser “um decalque” da Declaração Final da Conferência dos Presidentes das RUP, que se reuniram em novembro do ano passado.

Fundos europeus não são um “eldorado”, diz Raquel Coelho

Já José Manuel Rodrigues, diz que é inegável afirmar que “vamos continuar a precisar como de pão para a boca” dos fundos da União Europeia.

Madeira vai promover evento de moda com 10 estilistas na Festa da Flor

O evento vai realizar-se a 11 de maio na Praça do Povo e tem como objectivo desenvolver uma colecção inspirada em flores e insere-se numa estratégia de renovação e enriquecimentos dos cartazes turísticos da Madeira.
Comentários