Concursos de obras públicas mais que duplicaram de valor entre janeiro e agosto

Esta é a primeira vez que se supera a barreira dos dois mil milhões de euros no valor dos concursos de obras públicas promovidos em Portugal desde 2011, ano em que se registou o lançamento de concursos no valor de 2.730 milhões de euros, no conjunto de todo o exercício.

Nos primeiros oito meses do ano, entre janeiro e agosto, o total de concursos de empreitadas de obras públicas promovidos em Portugal atingiu os 2.108 milhões de euros, um crescimento de 105% face ao verificado em 2016. Mais que uma duplicação em relação ao período homólogo.

“Esta é a primeira vez que se supera a barreira dos dois mil milhões, desde 2011, ano em que se registou o lançamento de concursos no valor de 2.730 milhões de euros, no cômputo do ano. No entanto, em termos médios, entre 2001 e 2016, a promoção de procedimentos situou-se em 3.026 milhões de euros, o que demonstra que, apesar do elevado ritmo de crescimento, os níveis atuais ainda estão longe de valores considerados normais”, alerta um comunicado da AICCOPN – Associação dos Industriais da Construção Civil e das Obras Públicas.

De acordo com este documento, os contratos celebrados e reportados no Observatório das Obras Públicas no âmbito de concursos públicos até final de agosto ascendem a 739 milhões de euros, mais 69% em termos homólogos.

“Esta evolução, apesar de positiva, fica muito aquém do que se verifica ao nível dos concursos promovidos, pelo que o diferencial entre ambos, ascende já a 1.369 milhões de euros”, adianta o referido comunicado da AICCOPN.

Os contratos celebrados em resultado de ajustes diretos somam 475 milhões de euros, mais 41% face a 2016.

“O total de contratos celebrados e reportados, atingiu os 1.292 milhões de euros, ou seja, apresentam uma variação positiva de 52% em termos homólogos”, sublinha a AICCOPN.

 

Ler mais
Recomendadas

PremiumBanco gerido por portugueses apoia Mota-Engil na Costa do Marfim

A construtora é o maior investidor nacional no país africano, que volta a ter uma embaixada portuguesa, e tem apoio do BDA, liderado por Vasco Duarte Silva.

Índice de preços na produção industrial desaceleram depois do crescimento em abril

Excluindo o agrupamento de energia, os preços na produção industrial apresentaram um aumento de 0,6%, menos 0,1 p.p. que o observado no mês anterior.

Edifícios licenciados aumentaram 10,7% e edifícios concluídos cresceram 7,2%

Os municípios que mais contribuíram para a variação absoluta do número de fogos licenciados foram Braga,Lisboa, Vila Nova de Famalicão, Albufeira, Guimarães, revela o INE.
Comentários