Construção representa 315,6 milhões de euros para a economia da Madeira o valor mais baixo dos últimos 10 anos

A quebra deveu-se à descida nos trabalhos de engenharia civil que chegou aos 22,3%.

A construção representou 315,6 milhões de euros para a economia da Madeira, em 2016, mas apresentou uma quebra de 3,6%, face ao período homólogo, diz a Direção Regional de Estatística (DREM). Este é o valor mais baixo registado pelo setor nos últimos 10 anos.

A justificação para esta quebra prende-se, diz a DREM, com a descida de nos trabalhos realizados em obras de engenharia civil, na ordem dos 22,3%, apesar do aumento nos trabalhos em edifícios de 38,5%.

O organismo de estatística regional diz as empresas com 20 ou mais trabalhadores, caíram 10,7%, mas foram responsáveis por 71,6% das obras realizadas.

Com um grande peso, nestas empresas, estiveram as obras de engenharia civil, que chegaram aos 69,7%, o que representou uma faturação de 157,8 milhões de euros, um valor que caiu 22,8%.

Recomendadas

“A política de Costa com a Madeira está a dar trunfos ao PSD”, defende Alberto João Jardim

O antigo presidente do Governo Regional diz que têm sido trunfos indiscutíveis em que a opinião pública percebe tudo.

Madeira pede alteração da lei das finanças locais para receber totalidade dos impostos da região

A Madeira considera inadmissível a ingerência do Governo da República nos orçamentos da região.

Funchal abre candidaturas para atribuição de 100 hortas municipais

A autarquia do Funchal atribuiu 29 hortas municipais decorrentes do processo de actualização desencadeado pelos serviços camarários.
Comentários