António Costa diz que “não há nenhum garrote Mário Centeno” no setor da Saúde

Cristas questionou o primeiro-ministro sobre “o rumo” no setor da Saúde, alertando que “os serviços têm estado asfixiados pelo garrote Mário Centeno”. Ao que Costa retorquiu que “não há nenhum garrote Mário Centeno, desde logo porque, como sabe, a área da saúde não está sujeita a cativações e tem enorme liberdade de gestão do orçamento”.

A líder do CDS-PP, Assunção Cristas, questionou hoje o primeiro-ministro António Costa sobre “o rumo” do Governo no âmbito do setor da Saúde, alertando que “os serviços têm estado asfixiados pelo garrote Mário Centeno”. Ao que Costa retorquiu que “não há nenhum garrote Mário Centeno, desde logo porque, como sabe, a área da saúde não está sujeita a cativações e tem enorme liberdade de gestão do orçamento”.

“O Orçamento do Estado vai prever 50 milhões de euros para o Hospital de Gaia? E os 20 milhões para o Hospital de São João? E as verbas necessárias para o pagamento das horas extra aos profissionais de saúde?”, perguntou Cristas. Na resposta, Costa assegurou: “Neste Orçamento do Estado vamos repor tudo o que foi cortado na anterior legislatura, 1% do PIB. Vamos fazer tudo para um Serviço Nacional de Saúde universal e tendencialmente gratuito”.

Importa salientar que Mário Centeno não marcou presença no debate quinzenal de hoje na Assembleia da República.

Relacionadas

Cristas questiona Costa: “Vai eliminar a sobretaxa dos combustíveis neste Orçamento do Estado ou não?”

“O Orçamento do Estado ainda está a ser concluído”, respondeu o primeiro-ministro, dando a entender que a sobretaxa não vai ser eliminada. A líder do CDS-PP alertou para o impacto dos preços dos combustíveis “nas vidas dos cidadãos e das empresas”.

António Costa diz que Orçamento de Estado vai alargar incentivos às empresas

No OE 2019 “estarão presentes medidas que melhoram os rendimentos, mas também medidas que alargam os incentivos às empresas no reinvestimento dos seus lucros, e do apoio à inovação e à qualificação dos seus trabalhadores”. Costa disse ainda que vai “repor integralmente o financiamento [investimento] ao Serviço Nacional de Saúde”

António Costa enaltece “sucesso inquestionável” da criação de emprego

Na abertura do debate quinzenal de hoje no Parlamento, o primeiro-ministro destacou os “321 mil postos de trabalho” que foram “criados desde o início da legislatura”. Para Costa, trata-se de um “sucesso inquestionável”, baseado em dois fatores: “confiança” e “novas condições para o investimento”.
Recomendadas

Marques Mendes: “O Governo está cercado de greves por todo o lado”

O comentador explicou que o eclodir da greves se deve à ausência de oposição política: “quando não há oposição política, o vazio é preenchido na rua”.

BE adota código de conduta face à proliferação de ‘fake news’ e manipulação através das redes sociais

Segundo o código de conduta, o Bloco de Esquerda está presente, incluindo no período de campanha eleitoral, nas redes sociais Facebook, Twitter, Instagram, Flickr, Youtube e WhatsApp, produzindo diretamente todo o conteúdo divulgado.

Ministro da Administração Interna ordenou abertura de inquérito urgente à queda do helicóptero do INEM

Em causa estarão os mecanismos de reporte da ocorrência e o lançamento de alertas em relação ao incidente. De momento, sabe-se que passaram cerca de duas horas entre o primeiro alerta, quando o aparelho desapareceu, e a chegada ao local das operações de socorro.
Comentários