Costa e Lourenço estarão juntos na terça-feira em Luanda

A parte institucional e política da visita oficial do primeiro-ministro acontecerá na terça-feira – dia que António Costa inicia com uma deslocação ao Memorial Agostinho Neto, onde deporá uma coroa de flores.

O primeiro-ministro, António Costa, reúne-se na terça-feira, em Luanda, com o Presidente da República angolano, João Lourenço, encontro que acontecerá no segundo e último dia da sua visita oficial a Angola.

António Costa chega a Luanda na segunda-feira pelas 07:05, sendo então recebido pelo ministro das Relações Exteriores de Angola, Manuel Augusto.

Com o líder do executivo português viajam também os ministros dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, e da Agricultura, Capoulas Santos, e os secretários de Estado Teresa Ribeiro (Negócios Estrangeiros e Cooperação), Eurico Brilhante Dias (Internacionalização) e Ricardo Mourinho Félix (Adjunto e das Finanças).

A parte institucional e política da visita oficial do primeiro-ministro acontecerá na terça-feira – dia que António Costa inicia com uma deslocação ao Memorial Agostinho Neto, onde deporá uma coroa de flores.

Antes ainda da reunião a sós com João Lourenço, António Costa estará presente na abertura do Fórum Empresarial Portugal/Angola, na qual vai discursar, tal como o ministro de Estado do Desenvolvimento Económico e Social de Angola, Manuel Nunes Júnior.

Já no Palácio Presidencial, pelas 11:00, o primeiro-ministro será recebido com honras militares, tendo a aguardá-lo o chefe de Estado angolano.

Em paralelo com o encontro a sós entre António Costa e João Lourenço, haverá uma reunião plenária entre os membros dos executivos dos dois países, seguindo-se a assinatura de acordos bilaterais e uma conferência de imprensa.

O primeiro dia de presença de António Costa na capital angolana, que coincidirá com um feriado (o Dia do Herói Nacional), terá sobretudo uma componente económica, estando previsto um encontro à porta fechada com empresários portugueses que operam no mercado angolano.

Além do encontro com empresários, o primeiro-ministro terá também visitas com significado histórico, como a deslocação à Fortaleza de Luanda, onde está o recém recuperado Museu Nacional de História Militar.

O primeiro-ministro tem ainda previsto um passeio pela Baia de Luanda e termina o dia com um encontro com a comunidade portuguesa residente na capital angolana.

Um encontro que decorrerá no Centro Cultural Português e que ocorrerá depois de visitar a obra do hospital materno-infantil da Camama – uma obra a cargo da empresa portuguesa Casais, num projeto avaliado em 194 milhões de dólares norte-americanos.

Ler mais
Recomendadas

Marta Temido: Parecer da PGR diz que greve dos enfermeiros é “ilícita”

Ministério da Saúde reagiu em conferência de imprensa ao parecer do Conselho Consultivo da Procuradoria Geral da República (PGR), pedido em janeiro, que diz que greve cirúrgica é ilegal.

EconPol diz que União Bancária não protege bancos europeus das repercussões de uma crise orçamental italiana

Os planos orçamentais do novo governo italiano têm o potencial de desencadear uma nova crise financeira, diz o analista da EconPol Europe, Timo Wollmershäuser.

Carlos Moedas defende critérios para o investimento estrangeiro na Europa

Carlos Moedas destaca que o investimento chinês na Europa cresceu 600% entre 1995 e 2015, “com claras implicações na distribuição de poder a nível internacional”.
Comentários