Criadores da ‘Guerra dos Tronos’ trocam HBO por Netflix. Contrato é de 179 milhões de euros

“Estamos entusiasmados em dar as boas vindas aos mestres contadores de histórias, David Benioff e Dan Weiss na Netflix”, afirmou Ted Sarandos, diretor de conteúdos da plataforma em comunicado oficial.

Os criadores da famosa série Guerra dos Tronos, David Benioff e DB Weiss, tornaram-se as últimas aquisições da Netflix, assinando um contrato de 200 milhões de dólares (179 milhões de euros), avança o jornal britânico ‘The Guardian’, esta quinta-feira, 8 de agosto.

A dupla vai abandonar a sua casa dos últimos oito anos, onde produziu a ‘Guerra dos Tronos’, para criar e desenvolver séries e filmes exclusivos para a plataforma de streaming Netflix. Desde que a série estreou e conquistou a atenção do mundo, os dois criadores têm sido os mais procurados em Hollywood.

Antes de assinarem com a Netflix, a dupla Benioff-Weiss já tinham assinado um contrato com a Disney para dirigirem a trilogia dos novos filmes da Guerra das Estrelas. Mesmo antes de abandonarem a HBO, os criadores foram alvo de guerra entre os principais serviços de streaming, como a Amazon e a Apple, sendo que foi a Netflix que saiu vitoriosa.

A decisão da dupla em optar pela gigante de streaming surge como uma prova da influência da empresa em ‘perseguir’ os maiores nomes da indústria criativa. David Benioff (à esquerda na imagem) tem um património líquido avaliado em 18 milhões de dólares (16 milhões de euros), enquanto DB Weiss (à direita na imagem) tem o património avaliado em 50 milhões de dólares (45 milhões de euros).

No ano passado, a Netflix anunciou um acordo com o criador de Glee e American Horror Story, Ryan Murphy, no valor de 300 milhões de dólares (268 milhões de euros). Sabe-se que a primeira série do produtor tem estreia marcada para dia 27 de setembro na Netflix Portugal, e chama-se ‘O Político’. Outro grande nome foi o de Shonda Rhimes, que embora não se saiba o número exato, sabe-se que rondou os nove dígitos, em 2017.

“Estamos entusiasmados em dar as boas vindas aos mestres contadores de histórias, David Benioff e Dan Weiss na Netflix”, afirmou Ted Sarandos, diretor de conteúdo da plataforma num comunicado oficial. “Eles são uma força criativa e encantaram o público mundial com a narrativa épica. Mal podemos esperar para ver o que a imaginação trará para os nossos membros”, assumiu ainda.

Apesar de estar a assinar com grandes nomes, a popularidade da plataforma pode estar em risco. No fim de 2019, a Disney e a Apple vão lançar as suas plataformas, além da WarnerMedia ir lançar a HBO Max em 2020. A estas plataformas, junta-se o rival Amazon Prime, que prometeu atrair os espectadores com a série Senhor dos Anéis, prevista para 2021.

Ler mais
Recomendadas

Governo quer instalar “fábrica gigante” de hidrogénio em Sines

Este consórcio entre Portugal e a Holanda vai permitir ter acesso a fundos do programa ‘Projetos Comuns Importantes de Interesse Europeu’.

Startup Gooders chega a Portugal para recompensar voluntários com moedas virtuais

A empresa brasileira quer unir organizações não-governamentais, empresas e voluntários em prol da responsabilidade social. Entre os parceiros nacionais estão Cofina, Dott, ProdTo e Sharkcoders.

À procura de emprego? TAP vai contratar 800 novos trabalhadores em 2020

Desde 2015 que a empresa já contratou mais de três mil trabalhadores. A grande maioria das contratações no próximo ano vai ser de comissários de bordo.
Comentários