Criptomoedas complicam divórcios no Reino Unido

Falta de regulamentação dificulta divisão de bens. Advogados pedem aos casais para se precaverem em caso de separação.

As criptomoedas estão a dar que falar no Reino Unido onde vários casos de divórcio estão a ser mediatizados justamente por causa das moedas virtuais.

Recentemente, a firma de advocacia do Reino Unido Royds Withy King anunciou que tem entre mãos três casos de divórcio cujos casais envolvidos estão a tentar fazer um balanço para dividir as criptomoedas.

Os casos envolvem bitcoins, litecoins, ripples e ethereum. Um dos maridos em questão terá investido 80 mil libras (90 mil euros), em Novembro de 2016, um investimento atualmente avaliado em 600 mil libras ( cerca de 679 mil euros).

Estas situações representam uma nova área para os advogados de divórcio que não possuem regulamentação específica para a sua atuação. Os tribunais não têm qualquer guia para seguirem, nem indicações do Ministério da Justiça de como se deve actuar, realçam os advogados britânicos que pedem aos casais para se precaverem, por exemplo,contra a possibilidade de um dos cônjuges não querer revelar os investimentos realizados.