Criptomoedas tombam, com a Bitcoin a cair abaixo dos 5.000 dólares

O sell-off foi desencadeado pelas multas da SEC. A grande maioria das ICOs perdeu um valor substancial em 2018, noticia a Bloomberg.

O declínio nas criptomoedas acelerou, com a Bitcoin a descer abaixo da marca dos 5.000 dólares pela primeira vez desde outubro de 2017, devido às especulações de que o aumento do escrutínio regulatório incitará os emissores de ofertas iniciais de moeda (ICO – initial coin offerings) a liquidar as holdings, explica a Bloomberg.

Na sexta-feira, a SEC (regulador do mercado nos EUA) anunciou as suas primeiras multas contra duas empresas de criptomoedas que não registaram as suas ofertas iniciais de moeda (ICO) como títulos. A Airfox e a Paragon Coin Inc. terão que pagar  250.000 dólares em multas para compensar os investidores e também terão que registar os seus tokens digitais como títulos.

A Bitcoin caiu hoje 12% para 4.796 dólares, caindo pelo oitavo dia consecutivo naquela que é a mais longa série de perdas registadas para o moeda digital que existe há 10 anos. As chamadas moedas alternativas caíram ainda mais, com o Éter e o Litecoin a deslizar a um ritmo de até 15%. O XRP, o token associado ao Ripple, foi o único a registar uma subida entre as principais moedas digitais.

O valor total da Bitcoin, que se aproximava dos 300 mil milhões de dólares no final de 2017, ficou em 112 mil milhões no final de outubro deste ano. Alguns na indústria pensaram que a introdução dos contratos futuros de Bitcoin pela Cboe Global Markets, CME Group Inc. e Nasdaq no final de 2017 ajudaria a moeda a construir a sua legitimidade, mas as negociações em bolsa eram mínimas. Este movimento de montanha-russa da Bitcoin foi replicado por uma série de novas criptomoedas que levantaram mais de 21,5 mil milhões de dólares através de ICOs. O seu crescimento explosivo atraiu alertas de reguladores em todo o mundo antes mesmo dos hackers roubarem quase  500 milhões de dólares num token digital chamado NEM que transaciona na bolsa japonesa de criptomoedas.

A grande maioria das ICOs perdeu um valor substancial em 2018.

A Blockchain também teve alguns contratempos, pois várias iniciativas envolvendo a tecnologia foram suspensas, incluindo um plano da bolsa de valores da Austrália para começar a usar a tecnologia para processar transações de ações. Mas o Walmart Stores Inc. anunciou em setembro que, a partir de 2019, exigirá que os fornecedores de vegetais frescos acompanhem os seus produtos usando um livro digital desenvolvido pela International Business Machines Corp., que investiu muito no desenvolvimento de ferramentas Blockchain para aplicação em negócios.

As moedas virtuais não são novas – os jogos de fantasia on-line usam-nas há muito tempo -, mas o desenvolvimento de uma moeda digital segura sem um emissor central mudou as mentalidades. O alegado criador do sistema Bitcoin sob o pseudónimo de Satoshi Nakamoto resolveu um problema central para qualquer moeda – impedindo a falsificação – e fizeram isso sem depender da autoridade de um governo. O software também resolveu um obstáculo específico para o dinheiro digital – como impedir que os usuários gastassem a mesma unidade monetária duas vezes, diz a Bloomberg.

Ler mais
Recomendadas

Só o Dow Jones fechou em alta. Petróleo disparou

Otismismo dos investidores em torno das negociações comerciais desvaneceu e só o Dow Jones encerrou em terreno positivo. Petróleo disparou.

Bolsa de Lisboa fecha em queda no dia de projeções económicas do BCE

O Banco Central Europeu confirmou ainda esta quinta-feira a intenção de colocar um ponto final nas compras líquidas de dívida pública que tem vindo a realizar durante os últimos quatro anos e meio com o objectivo de estimular a economia da zona euro.

Empresas emitiram menos dívida em outubro, diz Banco de Portugal

O saldo de títulos de dívida emitidos por Sociedades não Financeiras no fim de outubro de 2018 ascendeu a 33.682 milhões de euros, diminuindo 216 milhões de euros face ao mês anterior e registando uma variação homóloga de -3,6%.
Comentários