Crise no PSD: Montenegro diz que Rio “teve medo” de marcar eleições diretas

Luís Montenegro criticou o presidente do PSD por não marcar eleições diretas à liderança do PSD, conforme exigiu na sexta-feira, mas que foi rejeitada por Rui Rio no sábado. “Lamento que Rui Rio não tenha tido coragem de marcar eleições directas e que tenha medo de ouvir as vozes dos militantes”, disse Luís Montenegro esta […]

Tiago Petinga/Lusa

Luís Montenegro criticou o presidente do PSD por não marcar eleições diretas à liderança do PSD, conforme exigiu na sexta-feira, mas que foi rejeitada por Rui Rio no sábado.

“Lamento que Rui Rio não tenha tido coragem de marcar eleições directas e que tenha medo de ouvir as vozes dos militantes”, disse Luís Montenegro esta segunda-feira após ter sido recebido em Belém pelo Presidente da República. “Teve medo e não teve coragem de responder ao meu repto”, acrescentou.

As eleições internas seriam necessárias para fazer uma “clarificação” sobre a liderança do PSD, defendeu, afirmando que os “militantes do PSD gostariam de ter tido a oportunidade” sobre a estratégia e a liderança do partido.

“Passou um ano da liderança de Rui Rio. A estratégia foi executada e o resultado é mau. Fazer a clarificação agora permitiria inverter a situação a apresentarmo-nos reforçados” nas eleições, afirmou.

“Ainda estou disposto a disputar eleições diretas”, garantiu o antigo líder parlamentar do PSD. O PSD tem de “constituir alternativa ao PS e a um Governo que andou quatro anos a perder tempo. Esteve acorrentado aos interesses do Bloco de Esquerda e do PCP”, defendeu Montenegro.

O antigo líder da bancada do PSD, afirmou que sempre teve o “propósito de realizar eleições diretas no PSD”. “Nunca esteve nos meus propósitos moções de censura ou de confiança. A opão de ouvir o conselho nacional é da responsabilidade de Rui Rio; a minha opção foi a de ouvir os militantes do PSD”, explicou.

Sobre o encontro com Marcelo Rebelo de Sousa, disse ter trocado “impressões a propósito da situação politica” no PSD, e que deu “nota” das suas “intenções e propósitos”, recusando dar mais pormenores da conversa com o Presidente.

Após rejeitar a realização de eleições diretas, Rui Rio anunciou que iria submeter uma moção de confiança à sua liderança ao conselho nacional do PSD, que vai ter lugar esta quinta-feira às 17:00.

(Notícia atualizada às 15:35)

 

Crise no PSD: Rio acusa Montenegro de “fazer o jogo” do PS e de Costa

Ler mais
Relacionadas

PSD: Conselho Nacional extradordinário esta quinta-feira no Porto

Moção de confiança de Rui Rio será votada esta quinta-feira.

Líder do conselho nacional do PSD diz que conduta de Montenegro será julgada por militantes e eleitores

Mota Pinto reagiu às declarações de Luís Montenegro que manifestou disponibilidade para se candidatar à liderança e desafiou Rui Rio a convocar eleições diretas antecipadas de imediato.
Recomendadas

Costa afirma que ideia de proximidade política com Rio é “dos maiores mitos urbanos”

O secretário-geral do PS, porém, considerou que essa ideia “é um dos maiores mitos urbanos que foram criados na sociedade portuguesa e que assenta, basicamente, no facto de haver uma boa relação pessoal”.

PSD: Conselho Nacional extradordinário esta quinta-feira no Porto

Moção de confiança de Rui Rio será votada esta quinta-feira.

Rui Rio: “o PSD pode ganhar as eleições. Ai pode, pode”

O presidente do PSD, Rui Rio, defendeu numa entrevista hoje publicada no Jornal de Notícias que o PSD pode ganhar as próximas legislativas, até por considerar que o PS já está em condições de as perder.
Comentários