Cristiano Ronaldo nomeado para melhor avançado da Liga dos Campeões

Os vencedores dos prémios vão ser divulgados no próximo dia 30 de agosto, no Mónaco, por ocasião do sorteio da fase de grupos da edição de 2018/19 da ‘Champions’.

O avançado português Cristiano Ronaldo, que vai jogar na Juventus depois de nove temporadas no Real Madrid, é um dos três nomeados para melhor avançado da Liga dos Campeões de futebol de 2017/18, juntamente com Messi e Salah.

O internacional português “defende” o prémio conquistado na época 2016/17, depois de ter sido o melhor marcador da competição, com 15 golos, que os madridistas venceram pela terceira vez consecutiva.

Mais de metade dos 12 nomeados por posição alinhava nos ‘merengues’, que fazem o pleno na defesa, com Marcelo, Sergio Ramos e Raphaël Varane, aos quais se juntam o guarda-redes Keylor Navas, os médios Toni Kroos e Luka Modric, além de Ronaldo.

Kevin De Bruyne, do Manchester City, é o rival de Kroos e Modric no meio-campo, enquanto Alisson, que trocou a Roma pelo Liverpool, e Buffon, que deixou a Juventus e rumou ao Paris Saint-Germain, são os adversários de Navas.

No ataque, Ronaldo, Messi e Salah surgem como os finalistas, depois de terem sido mais votados do que Mbappé, Dzeko, Harry Kane, Roberto Firmino, Gareth Bale, Griezmann e Sadio Mané.

Os vencedores dos prémios vão ser divulgados no próximo dia 30 de agosto, no Mónaco, por ocasião do sorteio da fase de grupos da edição de 2018/19 da ‘Champions’.

Ler mais
Recomendadas

Taxa do crédito habitação sobe na Madeira para os 1,004%

O montante em dívida desceu para os 58 mil 247 euros no crédito à habitação mas a prestação média e a amortização subiram na Madeira.

JPP entrega em tribunal intimação contra Município do Funchal sobre Frente Mar

O JPP espera por documentos relativos à empresa pública Frente Mar Funchal, que acredita só chegarem agora por ordem do Tribunal.

Governo da Madeira cria linha de crédito até cinco milhões de euros para escolas profissionais

A linha de crédito vai ser para adiantar os fundos comunitários do Fundo Social Europeu fazendo com que as escolas profissionais equilibrem a sua tesouraria.
Comentários