CTT compromete-se a analisar as recomendações da Anacom

A empresa reagiu à decisão da autoridade reguladora, e afirma que cumpre com as melhores práticas de medição de qualidade.

Os CTT já responderam, em comunicado oficial, à decisão da ANACOM de impor alterações ao sistema de medição dos indicadores de qualidade da instituição, afirmando que os CTT “são os primeiros e principais interessados numa medição correta, íntegra e fidedigna, tudo fazendo permanentemente para que o processo seja um dos contributos para as constantes iniciativas de melhoria contínua”.

Nesse quadro, e segundo o comunicado, “o sistema de medição de qualidade do serviço postal universal segue as melhores práticas de medição de qualidade do setor postal europeu, estando em conformidade com as normas emitidas neste âmbito pelo Comité Europeu de Normalização (CEN)”.

Os CTT recordam ainda que, nos termos da Lei, desde outubro de 2016 que a medição é feita por uma entidade externa, no caso a consultora Pw). De qualquer modo, “os CTT irão analisar com detalhe o sentido provável de decisão da ANACOM e as recomendações efetuadas sobre esta matéria”.

Os CTT – Correios de Portugal são o operador postal universal em Portugal, sendo líderes em correio e em distribuição de expresso e encomendas, desenvolvendo também atividades de serviços financeiros e sendo os únicos acionistas do Banco CTT. Operam também em expresso e encomendas em Espanha e em Moçambique.

Relacionadas

Anacom determina alterações ao sistema de medição dos indicadores de qualidade dos CTT

A auditoria concluiu que o cálculo dos valores dos indicadores de qualidade de serviço (IQS) foi efetuado de acordo com a metodologia definida e apenas se registaram erros no apuramento dos valores de dois.
Recomendadas

PremiumPatrick Monteiro de Barros: “Berardo foi financiado pela estratégia de domínio do BCP de Sócrates”

Empresário e ex-acionista do Grupo Espírito Santo diz que “Joe Berardo foi financiado para adquirir ações do BCP e fazer parte de um núcleo que iria dominar o banco na linha imposta pelo primeiro-ministro de então”.

PremiumNovo Banco vende mil milhões de malparado da Sogema e Ongoing

Os dois maiores devedores incluídos no pacote de créditos incobráveis que o Novo Banco pôs à venda com o nome de Nata 2, são a Sogema (540 milhões) e a Ongoing (590 milhões).

Preços de Transferência: a resposta às 4 perguntas fundamentais

Os preços de transferência são um aspecto a ter em conta quando se fala de outsourcing, até porque são uma prática cada vez mais generalizada e transversal.
Comentários