De Carlos Queiroz à análise de dados, como pode a ciência ajudar o futebol? Assista ao ‘Jogo Económico’

João Medeiros, diretor de reportagens da revista Wired e autor do livro “Virar o Jogo”, vem esta sexta-feira ao ‘Jogo Económico’ para debater com os comentadores Luís Miguel Henrique e João Marcelino como a ciência tem vindo a ajudar o desporto ao longo dos anos.

Nos últimos anos, a ciência assumiu um papel fundamental no desporto tal como o conhecemos. A análise de dados, que controla todos os aspetos do treino no futebol, por exemplo, conferiu capacidades aos clubes no sentido de analisar os pontos fracos de cada um dos jogadores e permitir com que essas debilidades fossem diluídas de forma que o atleta possa colocar-se ao serviço do ‘coletivo’.

No entanto, e como em tudo, pode existir um lado mais nebuloso desta preponderância da ciência no desporto. Qual o lugar reservado à genialidade e ao improviso num futebol cada vez mais estudado e onde é cada vez mais difícil surpreender os adversários?

João Medeiros, diretor de reportagens da revista Wired e autor do livro “Virar o Jogo”, vem esta sexta-feira ao ‘Jogo Económico’ para debater com os comentadores Luís Miguel Henrique e João Marcelino como a ciência tem vindo a ajudar o desporto ao longo dos anos e como pode contribuir para melhorar a capacidade dos jogadores de futebol.

Recomendadas

Sérgio Conceição põe lugar à disposição após Sporting de Braga derrotar FC Porto na Taça da Liga

Treinador portista disse na “flash interview” que “falta união” na equipa do FC Porto, enfrentando forte contestação dos adeptos. Segundo troféu conquistado pelo Sporting de Braga agrava “maldição” do adversário, que nunca venceu a Taça da Liga apesar de ter ido a quatro finais.

Portugal termina Europeu de andebol na sexta posição

No jogo de disputa pelo quinto lugar Portugal perdeu com a Alemanha por 29-27.

PremiumDesportos eletrónicos: Indústria que vale mil milhões de euros está a crescer em Portugal

Há cada vez mais adeptos, clubes, eventos realizados e prémios distribuídos no universo dos eSports. As competições de futebol virtual já envolvem 250 clubes nacionais, enquadrados pela Federação Portuguesa de Futebol, e o Benfica foi o mais recente a entrar numa modalidade que já era aposta no Sporting.
Comentários