Défice da balança comercial desce para 1.203 milhões de euros em setembro

A diminuição, em termos homólogos, foi de 49 milhões de euros. A desaceleração esteve condicionada pela paragem das refinarias nacionais, que se refletiu no comportamento global quer exportações quer das importações nos meses de agosto e setembro, segundo o Instituto Nacional Estatística.

Peter Nicholls/Reuters

O défice da balança comercial portuguesa desceu para 1.203 milhões de euros em setembro, segundo os dados divulgados esta sexta-feira, 9 de novembro, pelo Instituto Nacional Estatística (INE).

A diminuição, em termos homólogos, foi de 49 milhões de euros. O organismo de estatística português deu ainda conta de que, nesse mês, as exportações e as importações desaceleraram e subiram 1,7% e 0,5%, respetivamente.

A desaceleração esteve condicionada pela paragem das refinarias nacionais, que se refletiu no comportamento global quer exportações quer das importações nos meses de agosto e setembro, segundo o INE.

“Excluindo os Combustíveis e lubrificantes a balança comercial atingiu um saldo negativo de 897 milhões de euros, correspondente a uma diminuição do défice de 53 milhões de euros em relação a setembro de 2017”, refere o relatório do INE, tornado público esta manhã.

Notícia atualizada às 11h21

Ler mais
Recomendadas

Carlos Costa: “Se alguém tem provas que me ponham em causa tem toda a possibilidade de me exonerar”

Governador do Banco de Portugal diz que nada fez de errado quando era administrador do banco público.

Salário mínimo deve ser igual para todos, defende Rui Rio

“O salário mínimo nacional é algo que todos nós temos consciência que está abaixo daquilo que é justo e, portanto, tem que ser igual para todos, não podemos discriminar”, salientou o líder do PSD.
Comentários