Democratas querem descriminalizar prostituição em Nova Iorque

Um grupo de congressitas democratas em Nova Iorque apresentou na terça-feira vários projetos de lei que visam despenalizar a prostituição no estado norte-americano, noticiou o jornal The New York Times.

De acordo com o diário norte-americano, os projetos traduzem-se no maior esforço feito até à data nos Estados Unidos para despenalizar a prostituição.

Atualmente, a prostituição nos Estados Unidos só é legal em alguns condados do Nevada (oeste), ainda que iniciativas semelhantes à de Nova Iorque já tenham sido promovidas em estados como Maine e Massachusetts (ambos na costa leste) e em Washington.

Se aprovados, os projetos de lei introduzidos em Nova Iorque tornaram legais a compra e venda de sexo consetido entre adultos, bem como a sua promoção.

Por outro lado, permitiriam que as pessoas condenadas por prostituição pudessem ver as penas revogadas.

No entanto, o New York Times considerou “pouco provável” a aprovação destes projetos num futuro próximo, uma vez que o atual governador, Andrew Cuomo, não apoiou a iniciativa por “não ter uma opinião formada sobre o assunto”.

Recomendadas

Pechincha? Mini-castelos do estilo Disney à venda na Turquia por 350 mil euros

Procura uma casa de férias na região do Mar Negro na Turquia? Gosta dos contos da Disney? Por 350 mil euros, estas casas podem ser ideais para si.

Foto chocante de pai e filha afogados levanta debate sobre riscos que os migrantes correm

Um pai e uma filha salvadorenhos foram encontrados mortos na margem do rio Bravo, que separa o México dos Estados Unidos. Óscar e Valeria perseguiam o sonho americano de uma vida melhor.

Filhos de milionários russos não precisam de ser empreendedores para entrarem na lista dos super ricos

Os magnatas russos estão a transferir parte dos seus impérios aos seus herdeiros como forma de manter a riqueza na família. Os irmãos Mordashov, Kirill e Nikita de 20 e 19 anos, já têm uma fortuna avaliada em mais de 1.400 milhões de euros.
Comentários