Derrota do PCP nas autárquicas “não é uma boa notícia para Costa”, escreve o El País

O jornal espanhol ‘El País’ escreve que a descida da aprovação popular ao PCP pode significar que o eleitorado não aprova o consenso entre comunistas e o Governo para garantir a governação.

Apesar da esmagadora vitória do Partido Socialista nas autárquicas deste domingo, o jornal espanhol ‘El País’ acredita que as dez câmaras perdidas pelo Partido Comunista (PCP) nestas eleições podem significar uma dor de cabeça extra para o Executivo socialista de António Costa, que é apoiado pelos partidos de esquerda no parlamento. Isto porque a descida da aprovação popular ao PCP pode significar que o eleitorado não aprova o consenso entre comunistas e o Governo para garantir a governação.

“A perda de votos e dez câmaras municipais não é uma boa notícia para [o primeiro-ministro, António] Costa, já que a descida do PCP pode ser interpretada como um castigo pelo seu apoio ao PS e, portanto, poderá haver uma segunda metade da legislatura com maior oposição por parte dos seus próprios apoiantes”, escreve esta segunda-feira o jornal espanhol num artigo de reflexão face aos resultados eleitorais autárquicos em Portugal.

Entre as câmaras perdidas pelo Partido Comunista estão alguns dos tradicionais bastiões comunistas no distrito de Setúbal, como Barreiro, Almada e Alcochete e no Alentejo, como é o caso de Beja. Dez das câmaras até agora perdidas passaram para as mãos dos parceiros socialistas, ficando sob a liderança comunista apenas 24 câmaras municipais de norte a sul do país.

O primeiro-ministro, António Costa, em reação aos resultados, destacou no entanto que esta foi “a maior vitória autárquica na história do Partido Socialista” e que esta votação reforça não apenas o partido mas também “dá força ao ciclo de maioria parlamentar iniciado há dois anos”.

Relacionadas

Imprensa internacional: Esmagadora vitória do PS serviu de “forte impulso ao governo minoritário de Costa”

A agência de notícias norte-americana ‘Bloomberg’ dá conta de que o voto de confiança dado pelos portugueses ao Executivo de António Costa acontece depois de “vários desafios recentes”, nomeadamente o roubo de Tancos e a morte de mais de 60 pessoas no incêndio florestal que deflagrou no concelho de Pedrógão Grande.

Autárquicas: Já sabe quem ganhou na sua freguesia? Siga aqui os resultados

Espreite aqui para ver, em tempo real, quem serão os presidentes eleitos nos próximos quatro anos de norte a sul do país.

Os principais vencedores e derrotados das eleições autárquicas

Foi uma noite quase perfeita para António Costa, primeiro-ministro e líder do PS, com apenas dois espinhos: a perda da maioria absoluta em Lisboa e a transferência de nove presidências de câmaras municipais do PCP para o PS. Em contraste com o pesadelo vivido por Pedro Passos Coelho que, perante resultados catastróficos, admite não se recandidatar à liderança do PSD. No Porto, o independente Rui Moreira ganhou contra tudo e todos.

Partido a partido, o que fica das eleições autárquicas

Duas vitórias históricas, dois desaires e um empate.
Recomendadas

Índices de Aceitação e de Oposição: PS votou a favor de mais diplomas do PSD do que do PCP

Plataforma Hemiciclo acaba de lançar uma nova funcionalidade: os Índices de Aceitação e de Oposição que registam o número de vezes que uma determinada bancada parlamentar votou a favor ou contra diplomas de cada uma das outras bancadas. Entre os dados compilados destacam-se algumas surpresas.

Santana quer Aliança entre “maiores partidos e aumentar “mercado eleitoral” do centro-direita

“Se tiver no mercado eleitoral, em vez de duas ofertas, três ofertas válidas, há condições para esse espaço político conseguir mais votos do que só com duas”, garantiu Pedro Santana Lopes.

Rui Rio diz que “não ficaria surpreendido” com a recondução de Joana Marques Vidal

Líder do PSD salienta que tem feito “um esforço muito grande não pela não politização, mas pela não partidarização” da nomeação para a Procuradoria-Geral da República.
Comentários