Desabamento de terras em Angola causa pelo menos 13 mortos em mina artesanal de ouro

Autoridades locais já retiraram 13 corpos, estando em curso operações de resgate, embora o Ministério do Interior angolano refira não existirem sinais de sobreviventes “entre os que pesquisavam ouro ilegalmente”.

Um desabamento de terra numa área de exploração artesanal de ouro na província angolana da Huíla provocou hoje pelo menos 13 mortos e existe um número indeterminado de pessoas por resgatar, indica um comunicado do Ministério do Interior de Angola.

Segundo o Ministério, o incidente ocorreu às 08:00 locais (07:00 em Portugal) e as autoridades locais já retiraram 13 corpos, estando em curso operações de resgate, embora o Ministério do Interior angolano refira não existirem sinais de sobreviventes “entre os que pesquisavam ouro ilegalmente”.

“Os trabalhos de resgate permitiram localizar e resgatar 13 corpos, todos do sexo masculino, que posteriormente serão submetidos ao trabalho de reconhecimento. Não havendo, até ao momento, sinais da existência de sobreviventes, as ações de resgate prosseguem, no intuito de se aferir se existem mais corpos no local”, lê-se no comunicado.

Recomendadas

Imposto estatal de 7 mil milhões de dólares coloca futuro da Samsung em risco

Família fundadora da Samsung corre o sério risco de perder o seu controlo em breve.

Depois da Huawei, Trump quer parar negócios da chinesa Hikvision

Mais uma empresa chinesa entra para a lista negra da Casa Branca – que não admite ter uma. A Hikvision é especialista em equipamentos de vigilância e 42% do seu capital social está nas mãos do Estado.

Coreia do Norte critica “retórica difamatória” de Joe Biden

A propaganda norte-coreana criticou esta quarta-feira a “retórica difamatória” do antigo vice-presidente norte-americano contra o líder norte-coreano e prometeu represálias contra todos que “ousam provocar” Kim Jong-un.
Comentários