Dezembro gerou mais de 300 mil empregos nos EUA

Foram criados 312 mil novos postos trabalho em dezembro, o que representa a maior subida do mercado de emprego norte-americano desde fevereiro de 2018. Por sua vez, os salários renumerados à hora cresceram ao ritmo mais acelerado desde 2009, subindo 3,2% em relação a dezembro de 2017.

Em dezembro foram criados cerca de 300 mil novos postos trabalhos nos Estados Unidos, enquanto os salários aumentaram a um ritmo acelerado, noticia o jornal britânico “Financial Times” (FT), citando os dados publicados pelo departamento do emprego norte-americano.

Foram criados 312 mil novos postos trabalho em dezembro, o que representa a maior subida do mercado de emprego norte-americano desde fevereiro de 2018. Os postos de trabalho apenas dizem respeito abrangem os chamados non-farm payrolls, isto é, incluem apenas os postos de trabalho destinados à produção de bens, construção e indústria de transformação.

Além disso, segundo o FT, os números superaram em 76% as expectativas de economistas que participaram num inquérito organizado pela Agência Reuters, que apontavam para a criação de 177 mil novos postos de trabalho. E, comparando com o mês de novembro, no último mês do ano passado foram criados mais 136 mil empregos.

Entre os setores de atividade, destaque para a indústria da saúde, onde foram criados mais 50 mil postos de trabalho, mas também o setor alimentar (comidas e bebidas), com mais 41 mil empregados. Os setores da construção e manufatura criaram, respetivamente, 38 mil e 32 mil postos de trabalho.

Em sentido inverso, a taxa de desemprego subiu 0,2 pontos percentuais face às expectativas e ascendeu aos 3,9 % em dezembro.

Por sua vez, os salários renumerados à hora cresceram ao ritmo mais acelerado desde 2009, subindo 3,2% em relação a dezembro de 2017.

 

Ler mais
Relacionadas

Salário mínimo na Madeira sobe para 615 euros

Este valor foi acordado na primeira reunião da Comissão Permanente de Concertação Social de 2019 da RAM que decorreu hoje e, de acordo com a secretária regional, representa um aumento de 3,9% em relação ao ano anterior.

Portugal tem mais de 30 mil vagas de emprego por preencher

A CGTP aponta que o aumento de número de empregos por preencher em cerca de 9% deve-se a “salários baixos e vínculos precários”.

Ter estudos é sinónimo de melhor salário em Portugal

Na OCDE, 68% dos adultos com ensino superior têm remuneração maior do que a mediana. Em Portugal, o número sobe para 80%.
Recomendadas

Alta Comissária da ONU chegou a Caracas para analisar crise política, económica e social

A Alta Comissária da ONU para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet iniciou quarta-feira uma visita de três dias à Venezuela, país que enfrenta uma grave crise política, económica e social que forçou mais de 4 milhões de venezuelanos a emigrar.

Acionistas da Goggle pediram relatório de impacto nos direitos humanos no regresso do motor à China

Um grupo de acionistas do Alphabet, dona do Google, pediu que a empresa prepare um relatório sobre o impacto nos direitos humanos de um possível regresso do famoso motor de pesquisa à China, com uma versão censurada.

Os cinco problemas da economia angolana aos olhos do FMI

O Fundo Monetário Internacional aprovou a segunda tranche de financiamento para Angola no valor de 248,15 milhões de dólares, mas identificou cinco desafios que as autoridades angolanas devem fazer de tudo para ultrapassar, entre os quais a diversificação económica.
Comentários