PremiumDezenas de democratas à procura de um lugar para defrontar Trump

Por enquanto são nove, mas até 2020 podem chegar a 40 candidatos às primárias. Entre desconhecidos e semidesconhecidos, surgem alguns velhos conhecidos que ainda não disseram nem ‘sim’ nem ‘não’.

Ainda falta bem mais de um ano para 3 de novembro de 2020 – o dia em que a população dos Estados Unidos escolherá quem vai substituir o atual ocupante da Casa Branca, previsivelmente entre o próprio inquilino e um representante do Partido Democrata – mas a oposição a Donald Trump começa a encher-se de candidatos.

Para já – e até ao fecho da edição – são nove os nomes dos que querem assumir a condição de desafiantes de Trump. Vêm das mais diversas proveniências, sonham com as coisas mais opostas e assumem as posturas mais variadas. Sendo certo que nem todos irão chegar à condição de candidatos a candidatos, há, por outro lado, muitos nomes que podem ainda decidir concorrer.

 

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

PremiumFundação La Caixa: Em busca de soluções para os vulneráveis

Nascida há 110 anos, a Fundação La Caixa conta com um orçamento de 540 milhões de euros e um portefólio que toca todas as fronteiras da sociedade. Pretende agora replicar em Portugal, ampliando o papel social que o BPI já desempenha. Artur Santos Silva explica como.

Premium“As empresas vão ter de ser ativas e de colaborar no 5G”

O responsável da área de Empresas da Huawei em Portugal recorda os principais marcos do crescimento no país e aponta os desafios futuros.

PremiumRui Rio: “Gigante adormecido” acorda a sonhar com um ciclo de vitórias

As últimas sondagens dão margem a Rui Rio para objetivos que pareciam inatingíveis. Depois de silenciar o ruído das guerras internas no PSD, a direção do partido está focada nas eleiçõese promete ser uma alternativa ao Governo.
Comentários