Dívida pública desce 2,4 mil milhões de euros em novembro

“Esta variação reflete essencialmente o reembolso antecipado de empréstimos do Fundo Monetário Internacional (2,8 mil milhões de euros)”, refere o Banco de Portugal.

Em novembro, a dívida pública situou-se em 242,8 mil milhões de euros, diminuindo 2,4 mil milhões de euros relativamente ao final de outubro, segundo dados divulgados pelo Banco de Portugal esta terça-feira.

“Esta variação reflete essencialmente o reembolso antecipado de empréstimos do Fundo Monetário Internacional (2,8 mil milhões de euros)”, refere o banco central.

Os ativos em depósitos das administrações públicas diminuíram 1,8 mil milhões de euros. A dívida pública líquida de depósitos das administrações públicas registou, assim, um decréscimo de 0,6 mil milhões de euros em relação a outubro, totalizando 222,2 mil milhões de euros.

Novembro foi o terceiro mês seguido de quedas na dívida pública, permitindo a este indicador regressar perto do nível registado em janeiro de 2017.

[Notícia atualizada às 11h26]

Relacionadas

Especial 2018: Qual vai ser a trajetória da dívida portuguesa?

É um dos calcanhares de Aquiles da economia portuguesa.

Respostas Rápidas: Porque Portugal está a reembolsar o FMI tão rapidamente?

O ministério das Finanças tem estado a antecipar o pagamento do empréstimo de 26,3 mil milhões de euros contraído junto do FMI, no quadro do Programa de Assistência Económica e Financeira (PAEF), em 2011 e que durou até 30 de junho de 2014.

Portugal reembolsa mais mil milhões de euros do empréstimo do FMI

Aproximadamente 80% do empréstimo total do FMI, no montante de 26.300 milhões de euros, foi já liquidado, segundo o ministério das Finanças.

Portugal vai fazer novo reembolso de mil milhões ao FMI

O IGCP pretende realizar um novo reembolso de mil milhões de euros ao Fundo Monetário Internacional até ao final do ano, segundo uma apresentação aos investidores internacionais, que está disponível no site da entidade liderada por Cristina Casalinho. Com este reembolso, o total devolvido ao FMI em 2017 ascenderá a 10 mil milhões de euros, […]

Fitch: melhoria do ‘rating’ é esperada, mas peso da dívida levanta dúvidas

A expetativa é que a Fitch faça o ‘upgrade’ da notação de Portugal esta sexta-feira, devido ao crescimento económico do país. No entanto, a agência já tinha subido a perspetiva em 2014 sem depois tomar qualquer decisão sobre alterações ao rating. Os tempos já não são os mesmos, mas o endividamento do país pode ser a razão para travar a subida.
Recomendadas

Mulheres são detentoras de 40% da riqueza mundial

A representação de mulheres tem aumentado nos últimos cinco a 10 anos. Destaca-se especialmente a Ásia, devido à ascensão da China, onde as mulheres têm uma maior participação de riqueza do que no resto da região.

Após oito anos de austeridade, Bruxelas aprova OE da Grécia sem cortes nas pensões

O governo grego pretende superar as metas de excedente primário pelo quinto ano consecutivo para estar em posição de evitar a implementação de medidas de austeridade acordadas com os credores.

Augusto Santos Silva: “Haverá condições para o Presidente da República visitar a China em breve”

O Ministro anunciou cinco projetos ao nível da cooperação Portugal – Macau e a criação de um Fundo de apoio a projetos comunitários de ciência e tecnologia.
Comentários