Dois anos, nove meses e 18 dias: Professores vão recuperar parte do tempo de serviço

Reivindicação dos docentes passava por recuperar nove anos, quatro meses e dois dias mas vão receber apenas uma parte desse tempo de serviço.

João Relvas / Lusa

O Governo aprovou hoje o decreto-lei que define que os professores vão recuperar dois anos, nove meses e 18 dias do tempo de serviço efetuado, no último dia de uma semana de greves dos docentes contra esta medida.

Em declarações aos jornalistas, o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, defendeu que este diploma que define o modelo de recuperação do tempo de serviço dos docentes surge na “sequência do processo negocial” entre o executivo e os sindicatos dos professores, um processo que classificou de “longo”.

Os professores exigem a recuperação de nove anos, quatro meses e dois dias de serviço, motivo que levou a que os sindicatos agendassem uma semana de greves, que termina hoje, e uma manifestação nacional marcada para sexta-feira em Lisboa.

Segundo Tiago Brandão Rodrigues, o decreto-lei é o resultado de um processo negocial em que “o Governo foi flexível” e “os sindicatos foram inflexíveis”.

Durante a conferência de imprensa, no final do Conselho de Ministros, o ministro explicou ainda que a recuperação dos cerca de dois anos e nove meses de trabalho, que terá efeitos a partir de 01 de janeiro, foi a solução encontrada pelo Governo para que a recuperação da carreira dos professores, que esteve congelada, tivesse “paralelismo nas carreira da Função Pública”.

Relacionadas

Adesão à greve dos professores no Norte deverá “ultrapassar os 85%”

O dirigente da Federação Nacional da Educação (FNE), João Dias da Silva, afirmou esta quinta-feira, 4 de outubro, no Porto, que a adesão à greve dos professores no Norte “deverá ultrapassar os 85%” o que significa “um aumento” relativamente aos dias anteriores.

Estas foram as escolas que fecharam no primeiro dia de greve dos professores

No primeiro dia, a adesão foi de 75% nos distritos de Lisboa, Setúbal e Santarém. Esta quarta-feira, na região Centro ronda os 89%, segundo a FENPROF.

Mário Nogueira: quem é o homem que lidera os professores há 11 anos (c/vídeo)

Os professores iniciaram ontem uma nova greve, que vai durar até quinta-feira. A luta sindical confunde-se com a vida do dirigente da Fenprof, Mário Nogueira. Uma das primeiras manifestações aconteceu no gimnodesportivo de Tomar e acabou com uma barricada.
Recomendadas

Economize: Serviços de saúde. Conheça os seus direitos como paciente e saiba como reclamar

“Aceitar ou recusar os tratamentos propostos e ser informado da situação de saúde e do tempo de espera de cada ato clínico são alguns direitos do doente”, informa a Deco Proteste.

Evite desperdícios e reduza o consumo da água. Como? Siga estas dicas

Estas são algumas dicas para que evite os gastos e contribua para um estilo de vida mais ‘verde’.

Quais são os cuidados que o titular de cartão deve ter na sua utilização?

O titular do cartão de pagamento deverá assegurar um conjunto de boas práticas na utilização do cartão, tanto em contexto de utilização remota como presencial, a fim de promover a segurança deste meio de pagamento. As recomendações são do Banco de Portugal.
Comentários