Donald Trump declina convite para participar no Fórum de Paris pela Paz

O evento é concebido como uma demonstração da força do multilateralismo, que o presidente dos Estados Unidos optou por rejeitar. Decorre este domingo em Paris.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, mostrou-se indisponível para participar no debate sobre a democracia e a importância do multilateralismo que decorrerá em Paris este domingo – mais um dos acontecimentos com que a Europa quer marcar os 100 anos do fim da I Guerra Mundial – e para o qual foi convidado.

Pelo que fica entendido dos jornais franceses, num primeiro momento Trump terá aceite o convite que lhe foi endereçado pelo presidente francês Emmanuel Macron, mas depois acabou por cancelar a sua presença na cerimónia, que foi batizada com o nome Fórum de Paris pela Paz.

O Fórum de Paris pela Paz seria a topo da maratona de encontros entre altos dignatários de várias nações que se encontrarão este fim-de-semana na capital francesa, com Macron a pretender tornar o fórum num ponto de encontro anual contra “o risco de divisão e dos nacionalismos”, que, declarou, assombram o mundo de hoje, como aconteceu no período entre guerras na primeira metade do século XX.

“Não se trata de inventar um novo multilateralismo, mas de mobilizar todos os instrumentos multilaterais existentes”, disse, citado pelos jornais franceses, o presidente do fórum, Justin Vaïsse.

“Temos que ter cuidado para não reduzir o problema do multilateralismo apenas a Trump, a crise do multilateralismo é-lhe anterior e vai ser superada”, disse Vaïsse. Com ou sem o presidente dos Estados Unidos, o encontro será uma “demonstração de força”: “temos que demonstrar aos populistas que ainda há muitos a favor do multilateralismo”, disse.

O fórum será inaugurada no domingo, após as cerimónias do centenário do armistício de 1918, que reunirá cerca de 70 chefes de Estado e de Governo (incluindo Trump, em princípio), incluindo a chanceler alemã Angela Merkel, o presidente russo Vladimir Putin e o secretário-geral da ONU Antonio Guterres, e encerrará na próxima terça-feira.

Já antes de cancelar a sua participação no fórum, Trump também riscara da sua agenda um encontro informal com Putin, que chegou a estar previsto para este fim-de-semana em Paris.

Ler mais
Recomendadas

Angola vai substituir imposto de consumo pelo IVA

Com a introdução do IVA, o executivo angolano pretende aplicar ainda dois regimes ao nível da sua aplicação.

Angola quer ajuda de todos os países e instituições no combate ao crime financeiro

O ministro das Relações Exteriores de Angola disse, em Lisboa, que o país africano quer “a ajuda de todos os países e governos e instituições” no âmbito do repatriamento de capitais, desvalorizando a nacionalidade do detentor dos capitais.

Cotadas ‘escoltam’ chefe do governo espanhol na sua viagem a Cuba

Cuba precisa de escapar do espartilho imposto pela Casa Branca e Espanha é uma das suas melhores opções. Chefe do governo espanhol não vai encontrar-se com nenhum membro das oposições internas a Miguel Díaz-Canel.
Comentários