E-Goi lança app Qero a 7 de junho

A tecnológica portuguesa e-Goi lança a aplicação Qero, para as empresas que não têm app, a 7 de junho . 

A app Qero, da e-Goi, é adaptável à imagem de qualquer empresa ou negócio que poderá notificar instantaneamente os clientes sobre as suas novidades através de notificações push e personalizá-las com base nas preferências ou localização geográfica de cada cliente.

A E-Goi anunciou a 1 de abril uma oferta de uma app gratuita durante 24 horas que foi, segundo Hugo Pascoal, Brand & Communication Manager na tecnológica, uma “verdade vestida de mentira”.

A ação, explica o responsável “despertou tanta curiosidade que os nossos clientes praticamente nos obrigaram a desenvolver todo o conceito e a aperfeiçoar o produto em tempo record”.  Dois meses depois nasce a Qero, “a app própria para as empresas que ainda não têm app”, refere.

A aplicação não tem custos para as empresas, é fácil de configurar sendo igualmente gratuita para os clientes que a utilizem.

“Os nossos clientes são os grandes culpados e ao mesmo tempo serão os grandes beneficiados de uma aplicação que amplia o leque de canais de comunicação de baixo custo para as PME”, refere Miguel Gonçalves, CEO da E-Goi.

“Já tínhamos lançado as notificações push mas, por entender que maior parte dos nossos clientes ainda não tinham app, colocamos mãos à obra e criamos uma app, grátis e pronta a usar. De uma forma geral, a tendência será, a curto prazo, um aumento exponencial da utilização de notificações push.”, conclui.

Para breve, está ainda programada a utilização do Qero como parte integrante de programas de fidelização.

OJE

 

Ler mais
Recomendadas

Governo avança com lei que permite aos bancos contabilizar como custo fiscal as novas imparidades

“A presente alteração visa sanar a divergência entre os sistemas contabilísticos e fiscais no que respeita ao tratamento de perdas por imparidades associadas a operações de crédito. Prevêem-se ainda regras disciplinadoras para as perdas por imparidade registadas nos períodos de tributação com início anterior a 1 de janeiro de 2019, e ainda não aceites fiscalmente”, diz o último comunicado do Conselho de Ministros

BPI vence Prémio Cinco Estrelas na categoria de Banca Digital

O BPI é líder na penetração do homebanking, com quase metade dos seus clientes particulares a serem utilizadores deste canal. O mesmo acontece no caso dos clientes empresariais, em que 84,5% usam os canais digitais do Banco. Isto segundo o estudo BASEF Banca relativo ao período de fevereiro a agosto de 2018.

Fever vai investir cinco milhões em co-organização de eventos em Portugal

A ronda de financiamento contou também com a participação dos já investidores Accel Partners e 14W Ventures, além da Portugal Ventures e da Caixa Capital.