E-Goi lança app Qero a 7 de junho

A tecnológica portuguesa e-Goi lança a aplicação Qero, para as empresas que não têm app, a 7 de junho .

A app Qero, da e-Goi, é adaptável à imagem de qualquer empresa ou negócio que poderá notificar instantaneamente os clientes sobre as suas novidades através de notificações push e personalizá-las com base nas preferências ou localização geográfica de cada cliente.

A E-Goi anunciou a 1 de abril uma oferta de uma app gratuita durante 24 horas que foi, segundo Hugo Pascoal, Brand & Communication Manager na tecnológica, uma “verdade vestida de mentira”.

A ação, explica o responsável “despertou tanta curiosidade que os nossos clientes praticamente nos obrigaram a desenvolver todo o conceito e a aperfeiçoar o produto em tempo record”.  Dois meses depois nasce a Qero, “a app própria para as empresas que ainda não têm app”, refere.

A aplicação não tem custos para as empresas, é fácil de configurar sendo igualmente gratuita para os clientes que a utilizem.

“Os nossos clientes são os grandes culpados e ao mesmo tempo serão os grandes beneficiados de uma aplicação que amplia o leque de canais de comunicação de baixo custo para as PME”, refere Miguel Gonçalves, CEO da E-Goi.

“Já tínhamos lançado as notificações push mas, por entender que maior parte dos nossos clientes ainda não tinham app, colocamos mãos à obra e criamos uma app, grátis e pronta a usar. De uma forma geral, a tendência será, a curto prazo, um aumento exponencial da utilização de notificações push.”, conclui.

Para breve, está ainda programada a utilização do Qero como parte integrante de programas de fidelização.

OJE

 

Ler mais
Recomendadas

“Mobilidade elétrica tem um argumento de força: a urgência da descarbonização”, defendem especialistas na “Portugal Smart Cities Summit 2020”

Uma das provas da relevância da mobilidade elétrica está refletida nos números das vendas de automóveis elétricos: “2,3 milhões de vendas até ao final deste ano” deste tipo de veículo, segundo Ryan Fisher da BloombergNEF.

Efacec confirma saída de Rui Lopes da administração e Comissão Executiva

“Esta saída em nada altera o foco da liderança da empresa, que prossegue a sua estratégia e compromisso para a entrega de resultados e para a consolidação do valor económico-social da Efacec em Portugal e no mundo”, afirmou, em resposta à Lusa, fonte oficial da Efacec.

Sindicatos bancários alertam Banco Montepio de que não vão tolerar pressões aos trabalhadores

“O SNQTB, SBN e SIB irão analisar com detalhe o plano apresentado pelo presidente da Comissão Executiva do Banco Montepio e alertam que não irão tolerar qualquer forma de pressão junto dos trabalhadores para que aceitem reformas antecipadas ou rescisões por mútuo acordo, se essa não for a sua livre vontade”, pode ler-se no comunicado.