E-shoppers portugueses preferem comprar em sites internacionais

Consumidores digitais portugueses preferem sites estrangeiros, especialmente chineses, ingleses e espanhóis, o que impulsiona o número de compras cross-boarder nacionais.

Apesar de Portugal ainda se encontrar abaixo da média europeia de compras online (11,5%), com 9,4%, o comércio online português tem vindo a crescer a olhos vistos. Neste estudo, os compradores admitem que preferem sites estrangeiros, especialmente chineses, ingleses e espanhóis, o que impulsiona o número de compras cross-boarder nacionais – Portugal encontra-se bem acima da média europeia, que é de 19,1%, com cerca de 27,6% de compras provenientes de marketplaces internacionais. Segundo os dados recolhidos, 54% dos portugueses admitem que recorrem a websites estrangeiros pelo fato dos produtos que procuram não estarem disponíveis no mercado nacional. Outros 40% confessam que há ‘melhores negócios’ lá fora.

Este é o resultado de um estudo do grupo de entregas Dpd sobre o comportamento dos consumidores digitais durante o ano de 2018. Portugal foi um dos países relatados, com uma amostra de 1034 participantes, e os resultados são o reflexo da nova Era de comércio.

Alimentos online ganham procura

A moda, a tecnologia e a beleza continuam a ser as categorias preferidas dos e-shoppers portugueses, mas a procura por alimentos online tem ganho destaque no último ano, especialmente com a crescente popularidade dos serviços de home-delivery e das entregas de supermercado. Em média, um português gasta 45 euros numa compra online na indústria da moda, enquanto que, na área tecnologia, desembolsa 178 euros.

Apesar do computador ainda liderar a lista de equipamentos favoritos, o smartphone registou o maior crescimento – cerca de 846 dos 1034 inquiridos no estudo usam-no.

O método de pagamento mais usado continua a ser a Digital Wallet, através de sistemas como o Paypal ou a Alipay, conquistando 60% dos e-shoppers. Logo a seguir, surge o Multibanco como método alternativo preferencial (45%).

Para 74% dos portugueses, é importante conhecer a empresa de entregas antes de fazer a compra. A sensação de conforto e descanso que é transmitida por uma empresa de confiança nacional lidera as razões dessa percentagem.

Em resumo, 44% dos portugueses compra online há mais de quatro anos, 72% prefere que as compras lhe sejam entregues em casa e 22% recorre diretamente às apps das marcas.

 

Ler mais
Recomendadas

Já pode conhecer o Museu da Água através de uma aplicação móvel

A EPAL anunciou a disponibilidade de uma aplicação (iOS/Android) que permite conhecer com mais detalhe os monumentos do Museu da Água: o Aqueduto das Águas Livres, o Reservatório da Mãe D´Água das Amoreiras, a Estação Elevatória a Vapor dos Barbadinhos e o Reservatório da Patriarcal.

Guta Moura Guedes à frente da Associação Comporta Futuro

A ideia é que Guta Moura Guedes, dinamizadora do Experimenta Design, traga o seu know-how e contactos para dinamizar e internacionalizar a produção cultural de região.

Documentário sobre diáspora portuguesa no Havai vai ter estreia nacional na Madeira

O realizador Ponta-Garça referiu também que já está a trabalhar na produção do próximo documentário, um filme mais abrangente que deverá estar pronto em 2020 e se vai debruçar sobre os portugueses em todos os Estados Unidos da América.
Comentários