EDP Renováveis assina contrato com a Tri-State Generation para fornecer energia no Colorado

Há 12 anos nos EUA, a empresa portuguesa entra agora no 15º Estado norte-americano, estando já presente na Califórnia, Carolina do Sul, Indiana, Illinois, Iowa, Kansas, Minnesota, Ohio, Oklahoma, Oregon, Nova Iorque, Texas, Washington e Wisconsin.

A EDP Renováveis assinou um PPA de 15 anos para a venda de energia limpa gerada no Estado do Colorado, nos Estados Unidos, anunciou a empresa liderada por Manso Neto em comunicado.

Este contrato foi fechado com a Tri-State Generation and Transmission Association, Inc, uma associação composta por 43 cooperativas elétricas e empresas públicas de energia, e marca a entrada da EDP Renováveis no 15º Estado norte-americano, lê-se na nota.

O parque eólico de Crossing Trails terá uma capacidade instalada de 104MW e deverá estar em operação em 2020. A empresa explica que vai produzir energia suficiente para abastecer mais de 47 mil habitações rurais médias do Estado do Colorado e terá também vantagens económicas para a região – incluindo a criação de postos de trabalho, pagamentos de rendas aos proprietários dos terrenos, entre outras.

Há 12 anos nos EUA, a empresa portuguesa entra agora no 15º Estado norte-americano, estando já presente na Califórnia, Carolina do Sul, Indiana, Illinois, Iowa, Kansas, Minnesota, Ohio, Oklahoma, Oregon, Nova Iorque, Texas, Washington e Wisconsin.

Recomendadas

Infraestruturas de Portugal diz que “sempre” esteve disponível para “exigências” da Altice

A Infraestruturas de Portugal (IP) disse hoje que “sempre mostrou disponibilidade para aceder às exigências colocadas pela Altice”, depois da empresa ter denunciado o contrato com a IPTelecom para o enterramento de cabos de telecomunicações.

Governo considera que não existem motivos para PCP e Bloco pedirem a fiscalização da lei laboral

O ministro do Trabalho defende que não há razões para os parceiros da geringonça pedirem ao Constitucional para avaliar as alterações ao Código do Trabalho.

Governo surpreendido com decisão da Altice de rescindir contrato com IP Telecom

O Ministério das Infraestruturas manifestou-se hoje surpreendido por a Altice ter rescindido o contrato com a IPTelecom para o enterramento de cabos, apontando que em 08 de agosto “foi possível chegar a um acordo entre partes”.
Comentários