‘Efeito janeiro’ coloca PSI 20 e restantes praças europeias em alta

“A bolsa de Lisboa iniciou sessão em alta, beneficiando do chamado ‘efeito janeiro’ que se caracteriza por uma subida transversal dos ganhos em todas as cotadas”, afirma Paulo Rosa, trader da Gobulling.

Reuters

A bolsa portuguesa abriu a negociar em alta esta quarta-feira, sem nenhuma cotada no vermelho, em linha com as praças europeias. O principal índice português, PSI 20, segue a valorizar 0,99%, para 5.523,56 pontos, impulsionado pelos ganhos do BCP, Pharol e CTT.

“A bolsa de Lisboa iniciou sessão em alta, beneficiando do chamado ‘efeito janeiro’ que se caracteriza por uma subida transversal dos ganhos em todas as cotadas”, afirma Paulo Rosa, trader da Gobulling – Banco Carregosa. “Esta é uma altura em que, geralmente, as cotadas se posicionam para os ganhos que esperam vir a ter durante o ano”.

A Pharol é a cotada a registar maiores ganhos, ao valorizar 4,62% para os 0,272 euros. Paulo Rosa explica que a valorização da empresa na bolsa nacional está a ser fomentada pelo “pedido que terá apresentado junto dos restantes acionistas da empresa de telecomunicações brasileira Oi para que seja convocada uma nova reunião com os credores”. O impasse em relação ao plano de recuperação judicial da Oi tem vindo a arrastar-se, com os acionistas a revelarem publicamente a sua “insatisfação e discordância” com a versão apresentada.

A subir está também o BCP. O trader da Gobulling indica que o banco liderado por Nuno Amado é uma das cotadas que mais beneficia do ‘efeito janeiro’, apresentado “uma liquidez satisfatória, espelhando os bons momentos do ano passado”. A empresa avança 3,68% para os 0,290 euros.

Os CTT estão também a valorizar, depois de terem sido confirmado o fecho de 22 lojas no âmbito do plano de reestruturação anunciado em meados de dezembro passado. Segundo a Comissão de Trabalhadores dos Correios de Portugal, vai afetar 53 postos de trabalho. As ações da empresa sobem 2,97% para os 3,744 euros.

O sentimento positivo verifica-se também no setor da energia. A EDP sobe 0,52% para os 2,917 euros, a EDP Renováveis soma 0,29% para os 6,940 euros, a Galp Energia ganha 0,03% para os 15,555 euros e a REN valoriza 0,41% para os 2,478 euros.

No setor do retalho, a Sonae soma 0,43% para os 1,163 euros e a Jerónimo Martins sobe 0,06% para os 16,200 euros. Em terreno positivo estão também a NOS (0,36%), Corticeira Amorim (1,48%) e a Semapa (0,11%).

Nas restantes praças europeias, o alemão DAX soma 0,50%, o francês CAC 40 sobe 0,29%, o espanhol IBEX 35 ganha 0,26%, o holandês AEX avança 0,37% e o italiano FTSE MIB valoriza 0,13%. Em sentido contrário, o britânico FTSE 100 recua 0,03%.

“Nos mercados europeus, regista-se também o ‘efeito janeiro'”, considera Paulo Rosa. “Em termos gerais, as bolsas seguem em alta, com a praça britânica a negociar na linha de água e o DAX alemão a liderar as subidas, depois de terem sido conhecidos os dados do desemprego no país, que apontam para que os valores tenham atingido mínimos históricos”, sustenta.

No mercado petrolífero, o brent cai 0,20% para os 66,44 dólares por barril e o crude WTI desvaloriza 0,10% para os 60,31 dólares.

No mercado cambial, o euro perde 0,14% para 1,204 dólares e a libra soma 0,07% para 1,359 dólares.

Ler mais
Relacionadas

Bolsa nacional acompanha praças europeias em alta

O principal índice português, PSI 20, sobe 0,56% para os 5.499,82 pontos, acompanhando as praças europeias que transacionam em sentido positivo.
Recomendadas

Wall Street ganha mais de 2% impulsionado por resultados

Banca, tecnologia e saúde foram os setores que mais puxaram pelos principais índices norte-americanos.

Paul Singer, CEO da norte-americana Elliott Management, compra 2,29% da EDP

A Elliott Management é conhecida por investir em ‘distressed assets’, e o histórico da gestora passa pela aposta na quedas das ações da PT em 2014 e uma longa luta para recuperar o investimento em obrigações Argentinas após o ‘default’ de 2002.

Bolsa portuguesa beneficia do otimismo em Wall Street. NOS, Mota-Engil e CTT disparam

PSI 20 encerrou a sessão desta terça-feira a somar 0,92%, para 5.042,74 pontos.
Comentários