Empresa de engenharia Quadrante entra na África do Sul

A Quadrante vai desenvolver o projeto de estruturas do futuro ‘Centro Comercial Fourways Mall’, em Joanesburgo, uma obra que será realizada em parceria com a Mota – Engil.

A Quadrante vai desenvolver o projeto de estruturas do futuro ‘Centro Comercial Fourways Mall’, em Joanesburgo, uma obra que será realizada em parceria com a Mota – Engil e que marca o arranque dos projetos da empresa nacional de engenharia naquele mercado.

“O projeto do novo centro comercial em África do Sul prevê a construção de uma infraestrutura integralmente pré-fabricada com uma dimensão de 350.000 metros quadrados e a cargo da Quadrante ficou o desenvolvimento do projeto de estruturas em conjunto com uma empresa internacional”, assegura um comunicado da empresa nacional de engenharia.

Segundo esse documento, “trata-se da primeira estrutura de grandes dimensões executada com recurso a pré-fabricação naquele mercado, estando por isso a despertar muito interesse junto de outros promotores”.

“Esta é uma construção exigente, quer pela grande dimensão, mas também pelas condições específicas da obra, executada integral e localmente com elementos pré-fabricados. A experiência da Quadrante foi fundamental para a sua concretização e qualidade da solução adotada, que é semelhante a outras já desenvolvidas por nós em mercados como o Brasil”, acrescenta João Costa, administrador e responsável pela área de edifícios do grupo Quadrante.

Com escritórios nas cidades de Acra, Argel, Luanda e Maputo, a Quadrante garante que a sua presença no mercado africano “está em forte crescimento e representa já aproximadamente 30% da faturação da empresa, destacando-se projetos como o estádio de Bouaké na Costa do Marfim; o projecto de mobilidade urbana de Maputo em Moçambique; a subestação eléctrica de Biskra na Argélia; a avaliação ambiental estratégica do plano geral de desenvolvimento e utilização dos recursos hídricos do rio Cuanza em Angola; ou a expansão da rede de abastecimento de água existente da cidade de Sumbe em Angola.

Fundado em 1998, pelos engenheiros João Silveira Costa, Nuno País Costa, Nuno Batista Martins e Tiago Miguel Paiva Pais Costa, o grupo Quadrante desenvolve atividade, além de Portugal, em países como a Roménia, Argélia, Gana, Angola, Moçambique, Tanzânia, África do Sul, Cabo Verde, Brasil, Chile, Peru e Colômbia.

 

 

Ler mais
Recomendadas

Mota-Engil propõe-se a ajudar Moçambique com um milhão de euros em obras

Como um dos maiores empregadores em Moçambique, com cerca de 2 mil trabalhadores e 20% do total da faturação em África naquele país, o grupo Mota-Engil “disponibilizou-se de imediato para apoiar, não só com trabalhos e serviços, mas também, através da Fundação Manuel António da Mota, com produtos alimentares e outros bens de primeira necessidade”

Edifícios licenciados aumentaram 28% e edifícios concluídos cresceram 18%

Do total de edifícios licenciados, 69,0% eram construções novas e, deste valor, 76,3% destinaram-se a habitação familiar.

Licenças para habitações bateram máximo dos últimos oito anos em 2018

As licenças para construção e reabilitação de habitações aumentaram 40,2% em 2018, face a 2017, atingindo o máximo desde 2010, revelou esta segunda-feira a Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas.
Comentários