Empresas não estão preparadas para ciberataque em Internet das Coisas

Estudo da Trend Micro mostra uma grande discrepância entre o investimento em sistemas de IoT e a segurança para protegê-los.

A Trend Micro tornou públicos os resultados de um estudo que mostra a preocupação das empresas em perder a confiança dos clientes em caso de um ciberataque relacionado com a Internet das Coisas (Internet of Things – IoT).

A Trend Micro refere que o estudo, que foi realizado a 1150 decisores de TI e segurança em todo o mundo, mostra uma grande discrepância entre o investimento em sistemas de IoT e a segurança para protegê-los.

Quase metade (43%, 46% na Alemanha) dos decisores de TI e segurança reconhecem que a segurança é uma questão fundamental na implementação de projectos de IoT.

Além disso, embora 63% concordem que as ameaças cibernéticas relacionadas com o IoT aumentaram nos últimos 12 meses (chegando a 71% no Reino Unido e nos EUA), apenas a metade pensa que os dispositivos conectados são uma ameaça à sua própria organização.

O resultado da pesquisa também revela a necessidade de alguns testes mínimos antes da implementação de IoT, para garantir que os novos dispositivos adicionados a ambientes corporativos sejam seguros.

As empresas afirmam ter sofrido uma média de três ataques em dispositivos conectados nos últimos 12 meses. 38% das que já implementaram ou planeiam implementar uma solução de IoT integraram os decisores de TI e segurança na sua equipa no processo de implementação, uma percentagem que é reduzida para 32% no caso de uma fábrica inteligente, 30% em serviços inteligentes e 30% em dispositivos portáteis.

Mais de metade (52%) das empresas consultadas asseguram que a principal consequência do resultado de sofrer uma quebra na segurança seria a perda da confiança do cliente, seguida por uma perda económica (49%), perda de informações de identificação pessoal (32%), sanção económica dos reguladores (31%) e uma violação dos regulamentos de segurança de dados (28%).

“Os sistemas IoT são o futuro das empresas e muitos dos novos dispositivos conectados estão a ser incorporados nas redes corporativas. Embora isso seja benéfico para as operações comerciais, os sistemas operativos integrados dos dispositivos IoT não estão desenhados para facilitar a aplicação de patches, o que cria um problema global de risco cibernético. O investimento em medidas de segurança deve reflectir o investimento em actualizações do sistema para mitigar da melhor maneira possível o risco de um ciberataque, o que teria um impacto significativo no resultado final e na confiança do cliente”, referiu Kevin Simzer, diretor de operações da Trend Micro.

PCGuia
Ler mais
Recomendadas

Governo apoiou em nove mil milhões de euros o investimento empresarial nos últimos três anos

“Nesta legislatura já praticamente esgotámos os montantes disponíveis para os sistemas de incentivo ao investimento empresarial. Apoiámos nove mil milhões de euros de investimento empresarial em todo o país nestes três anos”, revelou Pedro Siza Vieira.

Marvão Pereira diz que ISP é “um imposto deliberadamente encapotado”

O economista Alfredo Marvão Pereira considera que é urgente mitigar os efeitos adversos do imposto, cujos benefícios do ponto de vista ambiental vêm com custos para a macroeconomia e justiça social.

Manso Neto: “A descarbonização não é só substituir um tipo de produção energética por outra”

O presidente da Elecpor defende que a transição energética deve assentar numa “eletrificação maciça da economia” e incentivo à eficiência energética.
Comentários