Erbology vence primeiro programa europeu de incubação da Pepsico

A startup Erbology, do Reino Unido, foi a vencedora do programa PepsiCo Nutrition Greenhouse, obtendo o apoio financeiro de 100 mil euros no final do programa.

A Erbology, que oferece produtos alimentares e bebidas à base de plantas ricas em nutrientes como óleos, sumos e shots, bolachas e barras energéticas, registou um crescimento de mais de 400% durante o programa de seis meses.
A Erbology foi uma das oito marcas inovadoras de alimentos e bebidas nutricionais selecionadas em junho deste ano para participar no programa Nutrition Greenhouse da PepsiCo. Ao longo dos seis meses da iniciativa, os empreendedores trabalharam em estreita colaboração com profissionais da PepsiCo, cuidadosamente selecionados para saber enfrentar os principais desafios nas áreas de negócios, como a distribuição, o marketing ou a cadeia de fornecimento. Além disso, cada uma das empresas finalistas recebeu um apoio de 25 mil euros no início do programa, para impulsionar o crescimento do seu negócio.
Desde que se juntaram ao programa, as oito empresas registaram uma impressionante expansão estratégica, evolução da marca e crescimento das suas receitas. As vendas globais do grupo de finalistas cresceram perto dos 10,7 milhões de euros.
Recomendadas

Swonkie, a plataforma de redes sociais que nasceu das apostas de futebol

Do Shark Tank Portugal para a América Latina, o Swonkie é uma plataforma de redes sociais portuguesa. “Vendemos tempo, conhecimento e poder de decisão aos players das redes sociais”, disse o cofundador, João Cortinhas.

Fundo Azul aprova projetos de 1,9 milhões de euros

O Fundo Azul aprovou 1,9 milhões de euros a distribuir por cinco projetos selecionados na tipologia de desenvolvimento da economia do mar, “com o objetivo de estimular a emergência de uma nova geração de empreendedores do mar (‘start-ups’, PME e empresas) criadora de oportunidades inovadoras de negócio, rentáveis e sustentáveis”.

Rede europeia e indiana de incubadoras conta com participação de Portugal

O Instituto Pedro Nunes foi convidado por Bruxelas a participar no grupo fundador da EU-India Incubators and Accelerators Network.
Comentários