Erupção de vulcão nas Filipinas, mais de mil pessoas em centros de acolhimento

Mais de mil pessoas foram levadas para centros de acolhimento nas Filipinas devido às erupções de um vulcão a este do país que produziram uma nuvem de gases e cinza, informaram hoje as autoridades.

O vulcão Mayon, na ilha de Luzón, a cerca de 350 quilómetros de Manila, teve pelo menos três erupções nas últimas 24 horas, a primeira na tarde de sábado e a última já na manhã de hoje, segundo a agência sismológica das Filipinas.

Nas últimas 24 horas centenas de famílias de localidades afetadas pelas erupções foram levadas para centros especiais da região, informou a polícia da província de Albay.

As autoridades aconselharam a população a não se aproximar de um raio de seis quilómetros do vulcão e decretaram o nível de alerta 2, que indica crescente preocupação” perante a possibilidade de erupções mais fortes e perigosas.

Recomendadas

Moody’s baixa ‘rating’ de Itália para Baa3

A agência de notação financeira enumera o enfraquecimento da força fiscal do país e a paralisação das reformas estruturais como fatores para o ‘downgrade’.

Angola. João Lourenço exonera quatro embaixadores, incluindo na CPLP

João Lourenço exonerou os embaixadores na Missão de Angola junto da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), Luís de Almeida, no México, Leogivildo da Costa e Silva, na Grécia, Isabel Mercedes da Silva Feijó, e no Canadá, Edgar Gaspar Martins.

Brasil: WhatsApp notifica empresas suspeitas de difundir mensagens contra o PT

As empresas notificadas pela rede WhatsApp são a Quickmobile, Yacows, Croc services e SMS Market, que foram citadas numa reportagem anterior do jornal brasileiro, sobre um suposto esquema de envio em massa de notícias falsas patrocinado por apoiantes do candidato à presidência do Brasil Jair Bolsonaro.
Comentários