Esquerda chumba eliminação do adicional ao ISP

O PS, BE e PCP chumbaram hoje, na votação na especialidade do Orçamento do Estado, as propostas de alteração do PSD e do CDS-PP que pretendiam eliminar o adicional do Imposto sobre Produtos Petrolíferos (ISP).

O PS, BE e PCP chumbaram hoje, na votação na especialidade do Orçamento do Estado, as propostas de alteração do PSD e do CDS-PP que pretendiam eliminar o adicional do Imposto sobre Produtos Petrolíferos (ISP).

As propostas do PSD e do CDS-PP foram hoje votadas ao mesmo tempo, tendo tido apenas os votos a favor dos partidos proponentes e o voto contra dos três partidos de esquerda.

Assim, a eliminação do adicional do ISP no gasóleo foi chumbada, uma vez que, na gasolina, o Governo já tinha eliminado, por portaria, esta parte do imposto.

Segundo uma portaria publicada em Diário da República na semana passada, o preço da gasolina será reduzido em três cêntimos por litro, a partir de 01 de janeiro de 2019, em resultado da taxa do Imposto sobre os Produtos Petrolíferos e energéticos (ISP).

Recomendadas

Marcelo promulga com dúvidas salário mínimo de 635,07 euros na função pública

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, promulgou, embora expressando dúvidas sobre esta opção política, o decreto do Governo que atualiza de 580 para 635,07 euros o salário mínimo pago na função pública.

Empresa de engenharia Quadrante entra na África do Sul

A Quadrante vai desenvolver o projeto de estruturas do futuro ‘Centro Comercial Fourways Mall’, em Joanesburgo, uma obra que será realizada em parceria com a Mota – Engil.

Sasia recicla 900 toneladas de resíduos têxteis por mês

Cerca de metade do volume da nova matéria-prima produzida pela Sasia é absorvida pela indústria nacional, enquanto os restantes 50% têm como destino a Europa.
Comentários