Estados Unidos anunciam que tarifas à União Europeia entram em vigor amanhã

A taxa de 25% sobre as importações de aço e a de 10% sobre as de alumínio à União Europeia, Canadá e México entrarão em vigor à meia-noite, segundo o secretário do Comércio norte-americano, Wilbur Ross.

Ler mais

O governo dos Estados Unidos da América anunciou esta quinta-feira, 31 de maio, que novas tarifas às importações da União Europeia entram em vigor amanhã. A taxa de 25% sobre as importações de aço e a de 10% sobre as de alumínio à comunidade única, ao Canadá e ao México serão aplicadas à meia-noite.

A informação foi dada pelo secretário do Comércio norte-americano, Wilbur Ross, em declarações aos jornalistas. De acordo com a notícia avançada pela Reuters, o governante não adiantou pormenores sobre o que poderá ser feito para que os dois países e o bloco consigam ver as tarifas suspensas.

“Estamos ansiosos por continuar as negociações, tanto com o Canadá como com o México, por um lado, e com a Comissão Europeia, por outro, porque há outras questões que também precisamos de resolver”, disse Wilbur Ross.

Durante a manhã de hoje, a imprensa norte-americana dava conta de que a administração Trump estava decidida a avançar com a medida apresentada em março, depois de não ter obtido concessões da União Europeia.

Segundo o “Wall Street Journal”, fontes próximas da Casa Branca indicam que Donald Trump decidiu intensificar a sua batalha comercial, frustrado com o fracasso das negociações em curso. O jornal avança ainda que as tarifas sobre as importações devem entrar em vigor já esta sexta-feira, sendo que o tema foi abordado no encontro entre Angela Merkel e António Costa, esta quinta-feira, em Lisboa.

O presidente norte-americano, Donald Trump, ainda não se pronunciou sobre o assunto.

Relacionadas

Donald Trump prepara-se para anunciar tarifas sobre importações de aço e alumínio à UE

A imprensa norte-americana indica que Trump irá a avançar com tarifas aduaneiras contra a UE. O tema foi abordado no encontro entre Angela Merkel e António Costa, esta quinta-feira, em Lisboa.

China afirma que taxas alfandegárias impostas por Washington quebram acordo

A China assegurou esta quarta-feira que a decisão dos Estados Unidos de impor taxas alfandegárias de 25% a vários produtos tecnológicos chineses vai contra o acordado entre os dois países para evitar uma guerra comercial.
Recomendadas

Ministro da Economia pela primeira vez no Modtissimo

Manuel Caldeira Cabral vai estar no mais antigo certame ibérico do setor, que este ano espera mais de 400 compradores internacionais.

Autoestradas nacionais: uma rede a funcionar ao contrário

Um estudo da Associação Comercial do Porto afirma que a rede é ineficiente, cara e não serve os propósitos da sua criação. O Governo parece estar de acordo.

Nuno Amado: “Taxas de juro do crédito no último ano demonstram que a concorrência foi normalizada em Portugal”

Em entrevista ao jornal “Público” o agora presidente não executivo do BCP fala das mudanças no banco e também da exposição que os bancos portugueses tiveram no mercado internacional.
Comentários