EUA: Negociações sobre segurança fronteiriça param a 4 dias de um novo ‘shutdown’

A 25 de janeiro, Trump aceitou por fim a 35 dias de paralisação parcial do governo norte-americano sem receber os 5,7 mil milhões de dólares. A 4 dias do fim do prazo de um novo ‘shutdown’, as negociações entre os republicanos e democratas chegaram a um impasse.

As negociações de segurança na fronteira norte-americana com o México fracassaram depois dos democratas e republicanos  terem entrado em confronto com a política de detenção de imigrantes, enquanto trabalhavam para evitar outra paralisação do governo, disse um senador republicano no domingo. “As negociações estão paralisadas por agora”, disse o senador republicano Richard Shelby numa entrevista ao “Fox News Sunday”, este domingo, citada pela ”Reuters”.

O impasse foi resultado do pedido dos democratas de reduzir o financiamento de camas para pessoas presas pelos agentes da imigração e alfândega dos Estados Unidos. Os republicanos querem aumentar o número de camas como parte da sua campanha para acelerar as deportações de imigrantes.

Os ”azuis” propuseram reduzir o número de camas dando em troca aos republicanos parte do dinheiro que estes querem para a construção de barreiras físicas. Deste modo, os agentes seriam forçados a concentrar-se em prender e deportar verdadeiros criminosos e não imigrantes cumpridores da lei, explica a ”Reuters”.

O senador democrata Jon Tester, no mesmo programa, desvalorizou qualquer quebra nas negociações. “É uma negociação. As negociações raramente seguem suavemente até ao fim”, disse um dos 17 negociadores que antecipa que um acordo seja alcançado.

Contudo, Shelby colocou as hipóteses de chegar a um acordo até segunda-feira numa margem de 50%. Segundo avançou uma fonte à agência Reuters, sob a condição de anonimato, não foram marcados outros encontros.

Os senadores esperam ter um acordo até hoje, 11 de fevereiro, para permitir que a legislação seja aprovada na Câmara dos Representantes e no Senado dos EUA e assinada pelo presidente Donald Trump até sexta-feira, quando o financiamento para o Departamento de Segurança Interna e outras agências federais expirar.

A 25 de janeiro, Trump aceitou por fim a 35 dias de paralisação parcial do governo norte-americano sem receber os 5,7 mil milhões de dólares que exigira do Congresso para a construção de um muro ao longo da fronteira com o México. Em vez disso, foi alcançado um acordo de gastos para três semanas enquanto decorrem as negociações.

Ler mais
Recomendadas

Autor de mensagem colocada numa garrafa e atirada ao mar há 50 anos foi encontrado

A garrafa foi atirada ao mar quando o inglês Paul Gilmore tinha 13 anos e estava a bordo de um cruzeiro na Austrália.

Centro de Língua Portuguesa Camões inaugurado amanhã em Mindelo

O centro de língua portuguesa localizado em Cabo Verde integra uma rede de mais de 70, presentes em 43 países, e é financiado pelo Instituto Camões.

KLM alvo de críticas por pedir a mulher que amamentava bebé para se tapar

A KLM está a sofrer uma verdadeira ‘turbulência’ devido a este episódio. Em resposta às criticas, a companhia aérea sublinhou que a amamentação é permitida nos seus voos mas que caso algum passageiro se sinta ofendido os membros da tripulação têm o dever de pedir à mãe que se tape.
Comentários