Euribor mantêm-se a três e 12 meses e sobem a seis e nove meses

A Euribor a três meses, em valores negativos desde 21 de abril de 2015, manteve-se hoje em -0,318%, o mesmo valor desde 26 de outubro e contra o atual mínimo de sempre, de -0,332%, registado pela primeira vez em 10 de abril de 2017.

As taxas Euribor mantiveram-se hoje a três e 12 meses nos mesmos valores desde 26 de outubro e subiram a seis e nove meses.

A Euribor a três meses, em valores negativos desde 21 de abril de 2015, manteve-se hoje em -0,318%, o mesmo valor desde 26 de outubro e contra o atual mínimo de sempre, de -0,332%, registado pela primeira vez em 10 de abril de 2017.

A taxa Euribor a seis meses, a mais utilizada em Portugal nos créditos à habitação e que entrou em terreno negativo pela primeira vez em 06 de novembro de 2015, subiu hoje para -0,257%, mais 0,001 pontos do que na sexta-feira e contra o atual mínimo de sempre, de -0,279%, registado pela primeira vez em 31 de janeiro de 2018.

A nove meses, a Euribor também subiu hoje, para -0,196%, o mesmo valor desde 26 de outubro e contra o atual mínimo de sempre de -0,224%, registado pela primeira vez em 27 de outubro de 2017.

No prazo de 12 meses, a taxa Euribor, que desceu para valores abaixo de zero pela primeira vez em 05 de fevereiro de 2015, manteve-se hoje em -0,148% o atual mínimo de sempre, de -0,194%, atingido pela primeira vez em 18 de dezembro de 2017.

As Euribor são fixadas pela média das taxas às quais um conjunto de 57 bancos da zona euro está disposto a emprestar dinheiro entre si no mercado interbancário.

Ler mais
Recomendadas

Débito direto: saiba o que fazer em caso de lhe ser retirado dinheiro indevidamente

Caso tenha detetado um débito indevido nas suas contas, saiba que tem sempre a possibilidade de recuperar o seu dinheiro. Basta seguir os seguintes passos.

Seis estratégias para negociar o ‘spread’ com o banco

Na procura do melhor financiamento para comprar casa, quanto mais puder poupar melhor, pois, afinal, um empréstimo habitação é um compromisso financeiro e um projeto para a vida.

Taxas Euribor mantêm-se de novo a três, seis, nove e 12 meses

As taxas Euribor mantiveram-se esta quinta-feira pela sexta sessão consecutiva a três, seis e nove meses e pela terceira no prazo a 12 meses.
Comentários