Euribor mantêm-se a três meses e sobem a seis e 12 meses

As taxas Euribor mantiveram-se esta segunda-feira em máximos pela 18.ª sessão consecutiva a três meses e subiram para novos máximos desde junho a seis e 12 meses.

As taxas Euribor mantiveram-se esta segunda-feira em máximos pela 18.ª sessão consecutiva a três meses e subiram para novos máximos desde junho a seis e 12 meses.

A Euribor a três meses, em valores negativos desde 21 de abril de 2015, manteve-se hoje pela 19.ª sessão consecutiva em -0,316%, um máximo de seis meses e contra o atual mínimo de sempre, de -0,332%, registado pela primeira vez em 10 de abril de 2017.

A taxa Euribor a seis meses, a mais utilizada em Portugal nos créditos à habitação e que entrou em terreno negativo pela primeira vez em 06 de novembro de 2015, subiu hoje para -0,248%, mais 0,003 pontos, um máximo pelo menos desde junho e contra o atual mínimo de sempre, de -0,279%, registado pela primeira vez em 31 de janeiro de 2018.

No prazo de 12 meses, a taxa Euribor, que desceu para valores abaixo de zero pela primeira vez em 05 de fevereiro de 2015, também avançou para -0,143%, mais 0,003 pontos, um novo máximo de seis meses e contra o atual mínimo de sempre, de -0,194%, atingido pela primeira vez em 18 de dezembro de 2017.

As Euribor são fixadas pela média das taxas às quais um conjunto de 57 bancos da zona euro está disposto a emprestar dinheiro entre si no mercado interbancário.

Recomendadas

Economize: Na diversificação é que está o ganho

Alocar o seu capital investido num só ativo pode ser altamente arriscado porque se perder, pode perder tudo. Por isso, na hora de decidir investir, siga uma estratégia de diversificação para mitigar o risco associado ao investimento.

Motores elétricos: por um mundo melhor —e uma frota sustentável

Segundo um estudo realizado pela LeasePlan, líder nacional no mercado do renting, mais de 50% das suas frotas teriam uma redução de custos se apostassem na eletrificação das suas frotas.

Saiba tudo sobre a nova taxa de juro: a ESTER

Já ouviu falar na nova taxa de juro do Banco Central Europeu, a ESTER? Mesmo que não tenha, certamente que o termo “EURIBOR” não lhe é desconhecido. Pois bem, estima-se que a EURIBOR venha a sofrer reformas com base na estrutura da ESTER. Saiba em que moldes e de que forma isso afetará as suas finanças.
Comentários