Euro cai face ao dólar após decisões do BCE

O euro também recuou face ao iene, enquanto o dólar se manteve estável em relação à moeda japonesa.

Ler mais

O euro caiu hoje face ao dólar, anulando quase 10 dias de ganhos ligeiros, após o Banco Central Europeu (BCE) ter indicado que as taxas de juro se mantêm nos atuais níveis mínimos até ao verão de 2019.

Cerca das 17:50 (hora de Lisboa), o euro seguia a 1,1633 dólares, quando na quarta-feira ao final da tarde negociava a 1,1781 dólares.

O euro também recuou face ao iene, enquanto o dólar se manteve estável em relação à moeda japonesa.

O banco central deixou hoje as taxas de juro inalteradas e anunciou que espera mantê-las nos níveis atuais pelo menos até ao verão de 2019 ou o tempo necessário para assegurar uma evolução da inflação em conformidade com o pretendido pelo BCE (perto de 2%).

A principal taxa de refinanciamento mantém-se em 0% e as taxas de juro aplicáveis à facilidade permanente de cedência de liquidez e à facilidade permanente de depósito continuam em 0,25% e -0,40%, respetivamente.

O banco central também indicou que vai reduzir a partir de setembro as aquisições de dívida, terminando o programa de compra de ativos no fim do ano.

Divisas……….hoje…………….quarta-feira

Euro/dólar……1,1633……………….. 1,1781

Euro/libra……0,87465……………… 0,88167

Euro/iene…….128,49……………….. 130,17

Dólar/iene……110,46……………….. 110,49

Recomendadas

VEM “não foi aposta boa” mas trabalhei com transparência, garante Fernando Pinto

Segundo a edição de domingo do jornal Público, Fernando Pinto foi constituído arguido, no âmbito da investigação da Polícia Judiciária à compra da VEM, processo que decorreu entre 2005 e 2007, sob a suspeita de gestão danosa. Ex-presidente da TAP defende-se.

“Ilegalidades” e “erros de facto”: Multa sobre controlo da PT gera acusações da Altice a Bruxelas

No final de abril, a Comissão Europeia decidiu aplicar uma multa de 125 milhões de euros à multinacional Altice por esta ter concretizado a compra da operadora PT Portugal antes da notificação ou do aval de Bruxelas, violando assim as regras comunitárias.

Ministro da Economia pela primeira vez no Modtissimo

Manuel Caldeira Cabral vai estar no mais antigo certame ibérico do setor, que este ano espera mais de 400 compradores internacionais.
Comentários