Euro sobe face ao dólar num contexto de incerteza

A libra recuperou hoje ligeiramente após a descida de terça-feira, quando a Câmara dos Comuns britânica aprovou uma moção que acusa o Governo de “desrespeito ao parlamento” por não ter divulgado o parecer jurídico completo sobre o acordo de saída do Reino Unido da União Europeia.

O euro registou hoje uma ligeira subida face ao dólar, quando permanecem as dúvidas sobre a desaceleração do crescimento na Europa, o orçamento italiano e a saída britânica da União Europeia (‘Brexit’).

Às 18:16 (hora de Lisboa), o euro negociava a 1,1350 dólares, quando na terça-feira à mesma hora seguia a 1,1340 dólares.

O vice-primeiro-ministro italiano e ministro do Desenvolvimento Económico, Luigi Di Maio, afirmou hoje que com a nova proposta de orçamento que será enviada em breve a Bruxelas se pretende evitar um procedimento por infração e, ao mesmo tempo, respeitar as promessas eleitorais.

A libra recuperou hoje ligeiramente após a descida de terça-feira, quando a Câmara dos Comuns britânica aprovou uma moção que acusa o Governo de “desrespeito ao parlamento” por não ter divulgado o parecer jurídico completo sobre o acordo de saída do Reino Unido da União Europeia.

Numa decisão sem precedentes, um total de 311 deputados, contra 293, votou a favor da moção contra o executivo da primeira-ministra Theresa May, por considerar insuficiente o relatório resumido apresentado ao parlamento pelo procurador-geral do Estado, Geoffrey Cox, sobretudo relativamente à solução para a Irlanda do Norte.

A aprovação reflete a tensão crescente entre o executivo e o parlamento quanto aos próximos passos para a saída britânica do bloco comunitário a poucos dias da votação do acordo alcançado por Londres e Bruxelas, no próximo dia 11.

 

Divisas……….hoje…………….terça-feira

 

Euro/dólar……1,1350………………..1,1340

 

Euro/libra……0,88992………………0,89153

 

Euro/iene……..128,40……………….127,83

 

Dólar/iene…….113,13……………….112,73

Ler mais
Recomendadas

Arábia Saudita e Emirados “preocupados” com eventual subida dos ‘stocks’ de petróleo

“Nenhum de nós quer ver os stocks novamente a aumentar, temos de ser cautelosos”, disse o ministro da Economia da Arábia Saudita, referindo-se à situação no final de 2018 que levou a uma quebra acentuada do preço do “ouro negro” no mercado internacional.

Marisa Matias diz que Bruxelas “está a preparar um assalto às pensões”

A eurodeputada acusa Bruxelas qde querer reduzir a Segurança Social “a um sistema de esmolas para pobres, empurrando quem pode para produtos privados e quem não pode para a miséria”.

João Ferreira recupera tema da “renegociação da dívida nos juros, prazos e montantes”

“Ao todo, foram mais de 100 mil milhões de euros de juros pagos à banca desde a entrada de Portugal no euro, recursos que fizeram e fazem falta aos salários, pensões, aos serviços e investimento públicos, à dinamização da produção nacional”, afirmou o eurodeputado comunista.
Comentários