Explosão de padaria em Paris fez dois mortos e 47 feridos

Consulado de Paris está a monitorizar a situação e não há, até ao momento, informação de portugueses entre as vítimas.

Pelo menos dois bombeiros morreram e 47 outras pessoas ficaram feridas, dez das quais gravemente, na explosão de hoje numa padaria de Paris, informou a Prefeitura de Paris.

Os números da prefeitura corrigem dados anteriores, que apontavam para quatro mortos, dois bombeiros e dois civis.

“A onda de choque espalhou-se pelas quatro ruas adjacentes a cerca de 100 metros e estamos a investigar todos os lugares para ver se há outras vítimas,” disse no local o comandante dos bombeiros de Paris, Eric Moulin.

O procurador de Paris, Rémi Heitz, disse também no local que, nesta fase, as autoridades acreditam que a explosão teve “obviamente uma origem acidental, uma fuga de gás”.

“Primeiro, há uma fuga de gás, depois a chegada de bombeiros, seguida por uma explosão que causou o incêndio”, explicou.

A explosão aconteceu hoje de manhã, pelas 09:00 (08:00 em Lisboa) numa padaria no 9.º bairro de Paris, capital de França, quando os bombeiros já estavam no local a combater as chamas, e destruiu montras e vidros de janelas de habitações circundantes.

Fonte oficial da secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas disse à Lusa que o Consulado de Paris está a monitorizar a situação e não há, até ao momento, informação de portugueses entre as vítimas.

A explosão aconteceu ao início de mais um dia de protestos em Paris do chamado movimento dos ‘coletes amarelos’, que se teme que pode degenerar em distúrbios.

Em toda a França estão mobilizados cerca de 80 mil polícias e agentes dos serviços de segurança.

Este é o nono sábado de mobilização contra o aumento dos combustíveis, por uma taxação mais justa e contra a queda do poder de compra.

A emblemática torre Eiffel estará fechada hoje, tal como uma dezena de museus em Paris, para prevenir qualquer impacto de uma possível manifestação marcada pela violência.

Ler mais
Relacionadas

Explosão de padaria em Paris provoca 20 feridos

As autoridades investigam uma fuga de gás na Rue de Trévise como a principal pista para explicar o sinistro na capital gaulesa.

Manifestação de coletes amarelos em Paris obriga a fechar Torre Eiffel e dezenas de museus

A emblemática torre Eiffel estará fechada este sábado, tal como uma dezena de museus em Paris, para prevenir qualquer impacto de uma possível manifestação marcada pela violência.
Recomendadas

Confiança dos empresários alemães aumenta pela primeira vez em seis meses

O ifo Business Climate Index subiu em março, de 98,7 para 99,6 pontos. Este é o primeiro aumento após seis quedas sucessivas. As empresas estão um pouco mais satisfeitas com a sua atual situação de negócios, e estão decididamente mais otimistas em relação aos negócios nos próximos seis meses.

Steve Bannon e as eleições europeias: “Quanto mais participação houver, maior será a vitória do movimento populista”

Antigo conselheiro de Trum, ideólogo da nova extrema-direita e mentor de Bolsonaro e dos espanhóis do Vox, Bannon considera possível que 30% do próximo parlamento europeu seja populista.

CDS quer Governo a reforçar vagas em creches e lares para portugueses que regressem da Venezuela

O CDS-PP quer que Governo a apoie e pague regresso de portugueses na Venezuela. Custear despesas com as viagens, acelerar a tramitação dos processos de nacionalidade, eventuais benefícios fiscais e reforço de apoios sociais e em medicamentos são algumas medidas que constam do plano de apoios dos centristas a que juntam agora a disponibilização de vagas em creches ou lares de idosos, com contratualização com a Segurança Social.
Comentários