Facebook, Twitter e Snapchat crescem ao ritmo mais lento da sua história

A tendência de queda no número de novos registos nestas plataformas mostra a dificuldade que estes grupos estão a encontrar em manter-se em alta, após os escândalos sobre a utilização de dados dos utilizadores.

O ritmo de crescimento das redes sociais Facebook, Twitter e Snapchat abrandou no segundo trimestre deste ano, ficando significativamente abaixo das expectativas dos analistas. A tendência de queda no número de novos registos nestas plataformas mostra a dificuldade que estes grupos estão a encontrar em manter-se em alta, após os escândalos sobre a utilização de dados dos utilizadores, avança o jornal espanhol “Expansión”.

Os dados trimestrais apresentados pelo Facebook indicam que, entre abril e junho, a rede social registou uma taxa de crescimento de apenas 1,54%, tendo sido esta a primeira vez que o crescimento da empresa ficou abaixo dos 2%. Mas, além de ter ganho menos utilizadores, o Facebook perdeu 1 milhão em toda a Europa.

Os novos utilizadores são sobretudo provenientes de países emergentes, o que traz consigo um problema em termos de publicidade. Regra geral, os anunciantes pagam um valor mais elevado por anúncios destinados a utilizadores norte-americanos e europeus, até porque estes podem gastar mais. Em média, pela atenção dos utilizadores norte-americanos paga-se três vezes mais do que pela dos europeus e cerca de 12 vezes mais do que pela atenção dos utilizadores do resto do mundo.

Este decréscimo no número de novos registos apanhou de surpresa os investidores, que imediatamente começaram a vender as suas ações na rede social, levando à queda da empresa em bolsa. O Facebook perdeu quase 20% do seu valor em mercado, o equivalente a 120 mil milhões de dólares (mais de 103,4 mil milhões de euros), naquela que foi a “quinta-feira negra” para a empresa, após a apresentação dos resultados trimestrais.

Mas o Facebook não foi a única gigante de tecnologia que teve um trimestre difícil. Outras plataformas, como o Twitter e o Snapchat, também contabilizado um número de utilizadores abaixo do esperado. O Twitter registou um um crescimento de apenas 2%, entre abril e junho, no número de novos utilizadores, tendo caído mais de 20% em bolsa. Já o Snapchat perdeu no mesmo trimestre três milhões de utilizadores, tendo reportado um crescimento (11%) bastante abaixo da média, que ronda os 20 a 30%.

Longe de se tratar de um fenómeno cíclico, os investidores acreditam que o mercado está a refletir a saturação ou fadiga devido aos escândalos de má utilização dos dados pessoais dos utilizadores.

Ler mais
Relacionadas

Apple ganhou ‘corrida’ de 1 bilião de dólares: quanto valem as ‘tecnológicas’?

São gigantes tecnológicas que conheceram ganhos brutais. Apesar de todas valerem fortunas hoje em dia, há duas que se destacam das demais. Quanto vale cada uma das tecnológicas com maior capitalização?

iPhone torna-se a tábua de salvação das gigantes tecnológicas

Ações da dona do iPhone superaram, esta quarta-feira pela primeira vez, a marca dos 200 dólares, aproximando ainda mais a empresa de uma capitalização bolsista de um bilião de dólares.

Respostas Rápidas: o que se passa com as ações do Facebook?

Gigante tecnológica apresentou resultados esta quarta-feira, após o fecho do mercado norte-americano. Os lucros foram robustos, mas o ‘outlook’ foi mais desfavorável que o esperado e os investidores estão a penalizar o título.
Recomendadas

Mota-Engil acusada de não pagar a empresas sub-contratadas na Colômbia

O tema é alvo de notícias nos media colombianos. Mas a Mota-Engil esclarece que são dívidas de subempreiteiros para com funcionários que “erradamente” estão a imputar à empresa enquanto empreiteiro geral. Pois “não têm qualquer relação contratual com a Mota-Engil, que sempre cumpriu as suas responsabilidades”.

António Sá da Costa nega existência de “rendas excessivas na eletricidade renovável”

Em audição na Comissão Parlamentar de Inquérito ao Pagamento de Rendas Excessivas aos Produtores de Eletricidade, o presidente da APREN defendeu que “os investimentos na eletricidade renovável trouxeram grandes benefícios para a economia e para o cidadão”.

BCE aprova administradores do Banco Santander Totta

“Com esta decisão, a totalidade dos membros propostos para o Conselho de Administração e a respetiva Comissão Executiva entra de imediato em funções plenas”, diz o banco agora liderado por Pedro Castro e Almeida.
Comentários