Falências milionárias valem 0,7% do PIB estimado para 2019

As maiores insolvências de particulares conhecidas atingiram, nos últimos anos, mais de 1,5 mil milhões de euros.

As maiores insolvências  de particulares conhecidas atingiram, nos últimos anos, mais de 1,5 mil milhões de euros, segundo as contas do “Jornal de Notícias” e “Dinheio Vivo” publicadas esta sexta-feira.

Usando o duplo critério da dimensão das dívidas e da importância social dos milionários falidos, as contas apresentadas apontam para um valor correspondente a 0,7% do Produto Interno Bruto português (PIB) previsto para 2019.

Na origem dos 1,5 mil milhões de euros, correspondentes às maiores insolvências particulares conhecidas, está a falência de grandes grupos económicos com a particularidade de que as maiores falências particulares ão figuras praticamente desconhecidas do grande público.

 

 

Recomendadas

“Praia, comida e vinho ajudaram”. O que dizem os estrangeiros que montam negócios em Portugal

A próxima edição do “Launch in Lisbon”, organizado pela incubadora Startup Lisboa para ajudar empreendedores e freelancers estrangeiros que pretendam instalar um negócio em Portugal, realiza-se entre os dias 4 e 8 de março. O Jornal Económico falou com Jeferson Valadares e Wendy van Leeuwen, que já se renderam à capital portuguesa.

Desigualdade de género no mercado laboral da América Latina mantém-se

O estudo “Panorama Social de América Latina 2018”, elaborado pela Comissão Económica para a América Latina e Caraíbas (Cepal), concluiu que, em 2016, a taxa de desemprego urbano era de 10,4% entre mulheres e de 7,6% entre homens nesta região.

Todos os dias cinco portugueses tornam-se britânicos

Entre janeiro de 2017 e setembro de 2018, 2.655 emigrantes no Reino Unido obtiveram cidadania britânica, mais do que o total de autorizações dadas nos cinco anos anteriores.
Comentários