PremiumFalhas de qualidade levam a redução de preços nos CTT

A Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom) determinou ontem a descida de preços no serviço postal universal, depois de os CTT – Correios de Portugal terem falhado os indicadores de qualidade relativos ao ano de 2019.

A Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom) determinou na quinta-feira, 27 de agosto, a descida de preços no serviço postal universal, depois de os CTT – Correios de Portugal terem falhado os indicadores de qualidade relativos ao ano de 2019.

Desta forma, o regulador impôs uma descida de preços em um ponto percentual nos serviços de correspondência, jornais e encomendas. Ou seja, em vez da variação máxima admissível em 2020 ser de 1,41%, a subida nesses preços não poderá ultrapassar os 0,41%. Por outro lado, os preços dos envios de correio normal em quantidade devem descer 0,31% – a dedução máxima, que é de 0,5%, só se aplica quando os valores verificados nos indicadores ficam dois pontos percentuais abaixo dos objetivos de desempenho, pelo menos.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

CTT comunica compra de títulos pelo CEO

A empresa responsável pelo serviço de correio no território nacional esclarece que, por lapso, a transação em causa não havia sido comunicada na altura em que foi consumada, em novembro do ano passado.

Uber Eats reuniu 77% das reclamações dos consumidores em 2020

De acordo com a organização, março foi o mês em que se verificou a maior variação de crescimento face a 2019, com uma taxa de 617%, visto que foi o mês em que foi declarado o estado de emergência.

Mercadão vai recrutar mais 200 pessoas para responder ao crescimento das entregas

O marketplace, que entre outras assegura o serviço do Pingo Doce, conta atualmente com cerca de 700 ‘shoppers’, dos quais mais de metade recrutados durante o primeiro confinamento.
Comentários