Família mais rica de Portugal tem 4,5 mil milhões de euros, destaca Forbes

Lista completa com os 45 mais ricos de Portugal, que será publicada na edição de julho/agosto da revista Forbes, corresponde a uma fortuna agregada superior a 24 mil milhões de euros, cerca de 13% do Produto Interno Bruto.

Ler mais

A família Amorim, cujos principais ativos são a petrolífera Galp e a Corticeira Amorim, é a mais rica de Portugal com uma fortuna avaliada em 4.502 milhões de euros, segundo a lista divulgada hoje pela revista Forbes Portugal.

A lista completa com os 45 mais ricos de Portugal, que será publicada na edição de julho/agosto da revista Forbes, corresponde a uma fortuna agregada superior a 24 mil milhões de euros, cerca de 13% do Produto Interno Bruto (PIB), adianta a revista em comunicado à imprensa.

Na sua maioria, os 45 mais ricos do país são homens com mais de 60 anos, mas a lista inclui também cinco mulheres, uma delas a liderar o ‘ranking’ da Forbes: Maria Fernanda Amorim & família, com uma fortuna avaliada em 4.502 milhões de euros.

Alexandre Soares dos Santos, dono da Jerónimo Martins e Walk’in Clinics, surge em segundo lugar com 3.419 milhões de euros.

O terceiro empresário mais rico de Portugal é Vítor Manuel da Silva Ribeiro, cujos principais ativos são a Alves Ribeiro Construção, o Banco Invest e a Mundicenter, proprietária e responsável pela gestão de oito centros comerciais, entre os quais o Amoreiras Shopping Center, em Lisboa.

Vasco de Mello, presidente do grupo José de Mello, que detém a José de Mello Saúde e a Brisa, é o quarto da lista da Forbes Portugal, com uma fortuna de 1.179 milhões de euros.

Segue-se Pedro Mendonça de Queiroz Pereira, dono do grupo industrial da pasta e do papel Semapa, e do Hotel Ritz, com uma fortuna avaliada em 1.129 milhões de euros.

Em sexto lugar estão Manuel Violas e Rita Violas e Sá, com 889 milhões de euros, cujos principais ativos são o grupo Super Bock e a sociedade de investimentos turísticos Solverde.

Luís Vicente, que tem entre os seus activos a Refriango e o Grupo Luís Vicente, é o oitavo mais rico de Portugal, com uma fortuna de 822 milhões de euros.

Em nono lugar, com uma fortuna avaliada em 689 milhões de euros, surge o dono da plataforma eletrónica de moda Farfetch, José Neves, seguido do empresário Fernando Jorge Pinho Teixeira, do grupo Ferpinta (setor de metalurgia e metalomecânica), com 612 milhões de euros.

Esta é a primeira vez que a Forbes Portugal publica a lista dos principais milionários do país.

Da lista completa dos 45 mais ricos de Portugal fazem parte “empreendedores, investidores e empresários de vários ramos de atividades”, lê-se no comunicado à imprensa.

Integram ainda a lista de milionários o empresário de futebol dono da Gestifute – Gestão de Carreira de Profissionais Desportivos, Jorge Mendes, com uma fortuna avaliada em 157 milhões de euros, não sendo para já revelada a posição ocupada pelo empresário.

O menos conhecido do grande público que integra a lista é António Alexandrino de Oliveira Daniel.

Relacionadas

As famílias mais ricas do planeta

Grande parte da riqueza mundial está concentrada em poucas famílias que fizeram fortuna a partir de pequenos negócios, transmitidos de geração em geração. Da marca de chocolate Mars, passando pela BMW e pela cerveja belga Stella Artois, a fonte de riqueza destas 25 famílias é diversificada: vai do retalho à indústria alimentar ou luxo.

Pobreza, uma questão adormecida

Quando é que Portugal ouviu falar num plano aprofundado e sério sobre este tema, proposto por algum partido político da esquerda à direita? Nunca.
Recomendadas

Floresta diversificada resiste melhor a fogos e secas, revela estudo

Investigadores liderados pelo biólogo William Anderegg, da Universidade de Utah, nos Estados Unidos, concluíram que uma floresta com uma grande variedade de árvores e de características diversas relacionadas com o fluxo da água sofre menos com os períodos de seca.

Superbrands: há uma marca portuguesa entre as 10 preferidas pelos consumidores

Dentro dos setores avaliados, aqueles mais relevantes são os de motores, eletrónica e moda de consumo, superfícies comerciais e desporto.

Prozis Tech Maia vai representar investimento superior a 15 milhões de euros

Já está em curso o processo de recrutamento para a entrada imediata de 300 colaboradores, sobretudo nas áreas da programação e dos sistemas informáticos.
Comentários