Famílias com gás de garrafa pagam mais 119 euros por ano

A Deco afirma que a diferença não é de agora, mas continua sem compreender o que motiva a disparidade de preços entre o gás botija e o gás natural.

As famílias portuguesas pagam mais 119 euros por ano pelo gás de botija, do que as famílias que usam gás natural, noticia o Jornal de Notícias (JN) esta segunda-feira.

O alerta parte da Deco, referindo que se se multiplicar os 119 euros pelos 2,6 milhões de lares que usam gás engarrafado anualmente, verificar-se-á que esses consumidores gastam a mais 310 milhões de euros em energia.

Segundo o JN, uma família que consuma uma garrafa de gás butano todos os meses gasta anualmente 293 euros. Mas uma família com acesso a gás natural, todos os meses, gasta anualmente, pela mesma quantidade, 174 euros. Feitas as contas, uma garrafa de gás custa mais 119 euros.

A Deco afirma que a diferença não é de agora, mas continua sem compreender o que motiva a disparidade de preços entre o gás botija e o gás natural.

A associação de defesa do consumidor revela também que o gás butano continua mais caro nas regiões a Sul, especificamente nos distritos de Beja, Faro e Setúbal e mais baixo a Norte. Em Viana do Castelo, um consumidor gasta 23,32 euros para comprar uma botija de gás, enquanto a mesma garrafa custa 26,95 euros em Beja.

Recomendadas

Decisão sobre Infarmed é coerente e teve em conta vontade dos trabalhadores, realça ministro da Saúde

Para Campos Fernandes, a análise feita pelo grupo de trabalho sobre a manifestação da vontade dos trabalhadores, que não pretendiam mudar para o Porto, constitui uma “barreira” à deslocalização do Infarmed.

Taxistas reagem com irritação a reunião com o PSD

O presidente da Federação Portuguesa do Táxi (FPT), Carlos Ramos, afirmou aos presentes na Praça dos Restauradores, em Lisboa, que “foi irritante” a forma como foram recebidos pelo PSD na Assembleia da República.

Armador PCI implementa nova rota comercial em Cabo Verde

A PCI operará um navio com capacidade de transporte de 887 Teus nominais, com uma frequência de 14 dias, realizando ligações entre Algeciras e Tanger Med com destino a Cabo Verde, em 4 dias.
Comentários