Fed admite reduzir as taxas de juro e entusiasma Wall Street

Na ordem do dia está também o recomeço das negociações entre as principais autoridades chinesas e dos Estados Unidos para um acordo comercial.

Brendan McDermid / Reuters

A admissão de uma redução nas taxas de juro por parte da Reserva Federal norte-americana para travar o risco de um crescimento global e doméstico, levou os principais índices de Wall Street a negociarem no verde, no início da sessão desta quinta-feira.

O tecnológico Nasdaq valoriza 1,11% para 8.077,12 pontos, o alargado S&P 500 cresce 0,93% para 2.953,61 pontos e o industrial Dow Jones sobe 0,95%, para 26.756,52 pontos.

O banco central manteve as taxas de juros inalteradas no final da sua reunião de política monetária de junho na quarta-feira, mas prometeu “agir de forma apropriada” para sustentar a saúde económica dos Estados Unidos.

Na ordem do dia está também o recomeço das negociações entre as principais autoridades chinesas e dos Estados Unidos para um acordo comercial, sendo que a China espera que “os Estados Unidos criem as condições necessárias para o diálogo”, referiu o Ministério do Comércio da China esta quinta-feira.

Entre as ações, a Apple avançou 1,2% no pré-mercado, depois da Evercore ISI aumentar a sua meta de preço para a fabricante de iPhones, dizendo que os investidores estão a subestimar uma grande oportunidade de crescimento.

A Boeing cresce 1,4% depois da fabricante informar que está a negociar com outras companhias aéreas as vendas do seu 737 MAX, depois de receber uma carta de intenção de 200 aviões aterrados da IAG, proprietária da British Airways. Já a Oracle subiu 6,1% após a fabricante de softwares de negócios prever um lucro atual acima das estimativas.

Ler mais
Recomendadas

Wall Street fecha em alta em dia de banca

O índice KBW Banks, que inclui os principais bancos americanos, valorizou 1,8%, até aos 100,5 pontos. A bolsa dos EUA subiu à boleia dos resultados dos bancos.

Os ensinamentos do mestre Buffett na hora de investir

Ao longo da sua carreira, Warren Buffett admitiu erros e fracassos nas suas aquisições e investimentos e admite que a sua gestão é pouco baseada em fórmulas complexas de análise financeira.

União dos Mercados de Capitais. Conselho Europeu adota novas regras sobre as câmaras de compensação

Após a assinatura do texto em Estrasburgo na semana de 21 de outubro, o regulamento deverá ser publicado no Jornal Oficial a 24 de outubro e entrará em vigor 20 dias depois.
Comentários