Fernando Pinto enfrenta denúncia anónima de gestão danosa na TAP

Ainda não se sabe se o Ministério Público irá deduzir acusação ou irá arquivar este processo.

Clodagh Kilcoyne/Reuters

O ex-presidente da TAP está a enfrentar uma denúncia anónima de gestão danosa à frente da companhia aérea nacional, avança a edição de hoje do jornal ‘Público’.

Segundo o diário, essas suspeitas respeitam à compra, por parte da TAP, da empresa brasileira VEM – Varig Engenharia e Manutenção, que terá custado à companhia aérea nacional cerca de 500 milhões de euros, tendo acumulado prejuízos consecutivos ao longo dos anos.

Fernando Pinto foi constituído arguido há cerca de um ano e meio, após investigações buscas à sede da TAP e da Parpública, ‘holding’ estatal que tem uma participação na companhia aérea nacional.

Ainda não se sabe se o Ministério Público irá deduzir acusação ou irá arquivar este processo.

Fernando Pinto esteve cerca de 18 anos à frente dos destinos da TAP, tendo abandonado a sua presidência executiva a 31 de dezembro de 2017, mas mantendo-se como consultor da administração da companhia aérea nacional.

Recomendadas

Projeto da Vicaima premiado nos Emirados Árabes Unidos

O projeto sustentável, designado ‘BaityKool Project’, foi recentemente premiado na competição Solar Decathlon Middle East.

Convento do Carmo, em Moura, vai ter uma concessão a privados

Segundo um comunicado do Ministério da Economia, os investidores interessados neste projeto podem apresentar propostas até 16 de abril de 2019.

MIT inventa novo método para armazenar energia e facilitar uso de renováveis

O ‘Sun in a box’ pode ser uma solução para resolver o problema da falibilidade dos sistemas de geração a energias renováveis.
Comentários