Filipe Bismarck é o único candidato à presidência da ANJAP

O Jornal Económico apurou que o advogado foi o único a apresentar candidaturas a todos os órgãos nacionais e regionais da associação. Os resultados das eleições serão conhecidos no dia 14 de dezembro.

Filipe Bismarck, vogal da direção da Associação Nacional dos Jovens Advogados Portugueses (ANJAP), foi o único a apresentar candidaturas a todos os órgãos nacionais e regionais da associação. É licenciado em Direito na Universidade Católica e tem um mestrado Forense na vertente Direito Civil & Direito Empresarial.

Este advogado da Teixeira Duarte passou pelas sociedades Neville De Rougemont LLP e Vieira Fonseca & Associados – Sociedade de Advogados. Foi ainda secretário-geral da European Law Students’ Association e é autor da tese intitulada “A introdução das acções sem valor nominal no direito português”.

O Jornal Económico apurou também que para a Direção Regional de Coimbra da ANJAP concorrem duas listas.

As eleições estão marcadas para 14 de dezembro.

Recomendadas

“Praia, comida e vinho ajudaram”. O que dizem os estrangeiros que montam negócios em Portugal

A próxima edição do “Launch in Lisbon”, organizado pela incubadora Startup Lisboa para ajudar empreendedores e freelancers estrangeiros que pretendam instalar um negócio em Portugal, realiza-se entre os dias 4 e 8 de março. O Jornal Económico falou com Jeferson Valadares e Wendy van Leeuwen, que já se renderam à capital portuguesa.

CMS e jornal alemão “Die Zeit” debatem novos modelos de negócio em Davos

Na edição deste ano a discussão será sobre “O poder das plataformas: um novo modelo de negócio”. Entre os convidados estão o presidente-executivo do Deutsche Bank, o sócio executivo da IBM Automation Platform Leader Europe e o vice-presidente do Booking.com.

Contribuintes que ganham mais de mil euros continuam a reter IRS a mais, diz a PwC

A atualização das tabelas de retenção para 2019 continua a não refletir integralmente o alargamento dos escalões do IRS de 2018 para a generalidade dos trabalhadores e pensionistas com rendimento a partir de mil euros, segundo os cálculos da PwC.
Comentários