Fisco espanhol devolve dois milhões de euros a Cristiano Ronaldo

A agência tributária espanhola chegou à conclusão que o contrato de cedências dos direitos de imagem que Cristiano Ronaldo assinou com o empresário Peter Lim, dono do Valência, não dizia respeito a negócios em Espanha, e pretendia apenas aumentar a visibilidade do jogador no mercado asiático.

O fisco espanhol vai baixar o valor que o jogador português Cristiano Ronaldo terá de pagar, depois de ter considerado que o capitão da seleção nacional de futebol pagou impostos a que não era de forma legal obrigado, avança o jornal “El Mundo”.

No final do mês de julho o fisco espanhol e o jogador assinaram um acordo relativo às dívidas fiscais relativas aos direitos de imagem de Cristiano Ronaldo, que esteve nove anos no Real de Madrid e que agora atua nos italianos da Juventus.

A agência tributária espanhola chegou à conclusão que o contrato de cedências dos direitos de imagem que Cristiano Ronaldo assinou com o empresário Peter Lim, dono do Valência, não dizia respeito a negócios em Espanha, e pretendia apenas aumentar a visibilidade do jogador no mercado asiático.

Ainda de acordo com o “El Mundo” dos 16,7 milhões de euros que o português tem a pagar ao fisco, 13,4 milhões já foram entregues, sendo os 3,3 milhões em falta a serem pagos durante as próximas semanas.

Relacionadas

Cristiano Ronaldo nomeado para melhor avançado da Liga dos Campeões

Os vencedores dos prémios vão ser divulgados no próximo dia 30 de agosto, no Mónaco, por ocasião do sorteio da fase de grupos da edição de 2018/19 da ‘Champions’.

Ronaldo: o golpe do século e os milhões a caminho de Itália

Pode um jogador de futebol mexer com toda a economia de um país? Itália perdeu protagonismo no futebol mundial, mas a chegada de Ronaldo pode ser o ‘rastilho’ que a Serie A precisava.

Fisco espanhol aprovou acordo para pagamento de 18,8 milhões de euros por parte de Cristiano Ronaldo

A autoridade tributária deu luz verde ao acordo alcançado por Cristiano Ronaldo com as autoridades espanholas, que prevê o pagamento de cerca 18,8 milhões de euros pelo futebolista português e a condenação a dois anos de prisão.
Recomendadas

Rui Pinto colabora com a justiça francesa no processo Football Leaks

Investigação envolve a UEFA, Paris Saint-Germain, Manchester City e investidores estrangeiros do Qatar e dos Emirados Árabes Unidos.

Ex-agentes processam jogador do Benfica em 500 mil euros

Empresa detida pelos ex-internacionais Fernando Meira, Nuno Assis e Pedro Mendes exige meio milhão a Alfa Semedo.

Qual a sensação de surfar uma onda de 30 metros? “Foi como descer uma parede de seda, a uma velocidade incrível”

Foi precisamente há um ano que Hugo Vau surfou, na Nazaré, aquela que terá sido a maior onde de sempre. Ao Jornal Económico, o português relembrou o feito de ter surfado a famigerada ‘Big Mama’, explicou o conceito desse ‘swell’ e apontou os novos talentos nacionais das ondas gigantes.
Comentários