Fixando cresce e alarga atividade internacional à Áustria e Suíça

As operações da plataforma de contratação online nestes dois países arrancam com cerca de 5.000 profissionais numa dezena de categorias, que incluem catering, fotografia e design de interiores.

A plataforma de contratação de serviços Fixando, lançada, no início deste ano, em Portugal e na Alemanha, por  Miguel Mascarenhas, também fundador do FixeAds, grupo especializado na criação de plataformas online de classificados e e-commerce, detentor dos portais OLX, Standvirtual, Imovirtual, Coisas e Faturavirtual, vai oferecer os seus préstimos em dois países desenvolvidos e onde se fala a língua alemã.

A nossa presença no mercado alemão foi um dos principais impulsionadores para a seleção destes dois países que, ao mesmo tempo, têm uma dimensão significativa (com mais de 8 milhões de habitantes em cada país) e carecem de opções ao nível de marketplaces de serviços locais”, explica Miguel Mascarenhas, co-fundador da plataforma.

A proximidade ao mercado alemão permite à Fixando introduzir o seu know-how em negócios online, através dos especialistas que já tem a operar neste mercado. Com efeito, mais de uma centena dos 5.000 profissionais que vão oferecer os seus serviços na Áustria e na Suíça “disponibilizam os serviços remotamente a partir da Alemanha”.

A plataforma oferece cerca de 10 diferentes categorias, que incluem serviços como catering, fotografia e design de interiores.

Fixando permite a contratação de um serviço, através da apresentação de até cinco propostas de profissionais em 48 horas. Para o seu fundador, a plataforma é uma “ferramenta privilegiada para os profissionais, pequenos empresários e freelancers angariarem mais clientes e aumentarem o volume de negócios”.

 

Ler mais
Recomendadas

Greve na Transtejo/Soflusa desconvocada

A paralisação, agendada para a partir de terça-feira, foi hoje suspensa, na sequência da subscrição de um protocolo negocial entre a administração da empresa e os sindicatos.

Joe Berardo pondera chamar Vítor Constâncio como testemunha contra banca

O empresário e coleccionador de arte português José Berardo está a estudar a hipótese de chamar o antigo governador do Banco de Portugal (BdP) Vítor Constâncio como testemunha num processo movido pelos bancos, revela o “Público” esta segunda-feira. Em causa está o processo judicial para recuperar 962 milhões de euros. A informação foi transmitida ao […]

Crise em Angola obriga empresários a recrutarem mais talentos angolanos

Estudo divulgado esta segunda-feira revela que as empresas angolanas, em 2018, recrutaram mais licenciados e bacharéis para trabalhar na área tecnológica, com maior domínio de HTML, Java, SQL, Visual Basic e Visual Basic Net.
Comentários